Luizão chega ao Santos e aposta em trio

Kleber, Ricardinho e Luizão. Esse trio deixou saudades no Parque São Jorge e desde esta segunda-feira está reunido novamente, no maior rival do Corinthians, o Santos. Gallo vai contar com esses três jogadores na partida de sábado contra o Fortaleza. Nesse dia, Cláudio Pitbull, que será apresentado nesta terça, também fará sua estréia, enquanto o meia Giovanni deverá regressar, naquele que será o primeiro jogo da nova equipe titular.O reencontro agradou Luizão. Para ele, "Kleber é um dos melhores laterais do mundo, ele me deu muitos passes no Corinthians, sabe meu posicionamento e adoro jogar com ele". Quanto ao capitão Ricardinho, também só tem elogios. "Com a idade, ele atingiu o ápice de sua carreira, ele está melhor do que antes e com certeza vai estar na Copa do Mundo e também vai me deixar na cara do gol".Mas Luizão vai encontrar outro jogador bastante conhecido. É Cláudio Pitbull, contratado também na semana passada e que começa a treinar hoje com o novo grupo. "Tive o prazer de jogar com o Pitbull no Grêmio, quando ele era ainda uma promessa, e espero formar com ele uma boa dupla", disse ele, lembrando que o Santos tem outros jogadores de ataque. "Eles têm de ser respeitados". Se depender de Luizão, ele já atua sábado contra o Fortaleza e espera marcar o primeiro gol com a camisa santista, que vestiu nesta segunda pela primeira vez. "Meu negócio é fazer gol tenho de me preocupar só com isso e espero no sábado começar marcando pelo Santos."Luizão explicou que deixou o São Paulo porque não estava sendo aproveitado e assumiu compromisso com o técnico Nelsinho Batista, então no Nagoya, para jogar no Japão. "Infelizmente, ele saiu do time e houve essa proposta do Santos, que negociou primeiro com o Nagoya e depois acertou comigo."Ele comentou também que foi o Nelsinho Batista quem o levou para o Japão e também para o futebol profissional em 92, no Guarani. Com a mudança de técnico, ele achou que seria a hora de voltar ao Brasil. "Voltei porque gosto de ganhar título e vi que o Nagoya não ia conquistar nada, pois a mentalidade é outra. Quem é acostumado a ganhar, sempre quer ser campeão e é isso o que vim fazer na Vila Belmiro."Ao chegar ao Santos, Luizão é o sexto jogador brasileiro a atuar nos quatro grandes times paulistas. "Nos outros três que passei fui ídolo e conquistei títulos e espero conquistar outros jogando pelo Santos, quero fazer mais uma marca em minha carreira jogando aqui". De todos, só o zagueiro Antônio Carlos foi campeão pelos quatro times.Luizão negou que tenha qualquer problema no joelho. "Quando uma pessoa opera o joelho, pode machucar o pé que vão dizer que o problema é o joelho". Lembrou que foi campeão paulista e da Libertadores pelo São Paulo e disputou seis partidas pelo Nagoya. "Para ser contratado pelo Nagoya e pelo Santos, tive de fazer exames. Mas as pessoas sempre vão falar e vou dar minha resposta em campo."Mais um - Quem também se apresentou nesta segunda é o volante Heleno, 27 anos, ex-Vila Nova (GO). O jogador nasceu em São Vicente e vai ficar mesmo no time principal, pois houve um acordo para sua liberação. ?Meu sonho e minha vontade era chegar num clube grande e aqui estou. Creio que vai ser tranqüilo, porque comigo não tem bola perdida e dentro de campo sou mais eu", afirmou, em entrevista coletiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.