Luizão desconhece, mas respeita rival

Luizão admite que não viu nenhum jogo do Tigres na Copa Libertadores. Nem por isso ignora o poderio dos mexicanos, rivais na luta pela vaga nas quartas-de-final. "Graças aos estrangeiros que atuam por lá, o futebol do México cresceu muito nos últimos anos", comentou. "Mas ainda estão longe do Brasil e da Argentina."O goleador não se abalou com a declaração do argentino Gaitán, do Tigres, para quem "o São Paulo é um adversário que não preocupa." "Não o conheço, não me preocupo e pela minha experiência isso não me impressiona", rebateu. "Só me interessa ajudar o São Paulo a vencer."O corte no rosto sofrido contra o Coritiba, dia 14, já está cicatrizado. Por isso, bem ao seu estilo, garante que não fugirá das divididas. "Já estou entrando forte há vários jogos", lembrou. "Só estou com um curativo por precaução."Luizão está perto de aumentar a artilharia na competição continental de 26 para 27 gols: aguarda a oficialização da Conmebol para que um dos gols do Corinthians na goleada por 6 a 0 sobre o LDU, em 2000, seja atribuído a ele. "Quantos mais puder marcar, melhor", festejou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.