Luizão não quer sair do Corinthians

O atacante Luizão, um dos heróis do Corinthians na goleada sobre o Santos por 5 a 0, domingo, no Pacaembu, já começa a pensar na permanência no Parque São Jorge. Seu contrato com o clube termina dia 31 de junho, e o jogador confirmou hoje que sua intenção será continuar no futebol brasileiro, e de preferência no mesmo lugar. "Estou bem aqui, e não quero sair", afirmou o atacante ao lembrar que há dias comprou um apartamento em São Paulo, e não quer deixar o imóvel fechado por muito tempo. "Já estamos conversando com os dirigentes para estudar a renovação do meu contrato", confirmou o atacante, que admitiu estar atravessando uma nova situação com a ascensão da equipe. "Já posso ir aos shoppings e jantar nos lugares que havia deixado de freqüentar." O vice-presidente de Futebol do Corinthians, Antonio Roque Citadini, disse nesta segunda-feira que o plano do clube também é continuar com Luizão. "Estamos estudando uma renovação de contrato por três ou quatro anos", disse o dirigente. "Acho que não haverá problema para acertar a permanência do jogador." Mas o empresário Francisco Monteiro, o Todé, indicado por Luizão para conversar com os dirigentes do clube sobre seu futuro, não acha que será tão fácil acertar a renovação do contrato do atleta, que, pela lei que passa a vigorar dia 26, acabando com o passe, poderá ficar livre a partir de junho. "Luizão realmente pretende continuar no Corinthians, mas vamos ver qual será a proposta da Hicks Muse (patrocinadora do clube). Ele é um atacante de 25 anos, faz gols e é de seleção. Tem mercado no Brasil e no Exterior", afirmou Todé, que pretende conversar ainda nesta terça-feira com os dirigentes da empresa norte-americana, que comprou o passe do jogador no segundo semestre de 1999. Todé disse que vai aproveitar a reunião com os dirigentes da Hicks Muse para tentar também a volta do colombiano Rincón para o Parque São Jorge. O empresário disse que tem a procuração do volante para negociar um contrato com a empresa e o Corinthians. Outra situação indefinida no Parque São Jorge é a do lateral-esquerdo André Luís, cujo passe pertence ao Tenerife, da Espanha. Seu contrato com o Corinthians terminará em junho, e o clube espanhol não pretende mais renegociar o empréstimo do passe. "Agora eles só querem me vender e o preço para o mercado brasileiro é muito alto: R$ 13,5 milhões", disse o lateral, que tem mais 4,5 anos de contrato com o Tenerife.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.