Andrew Yates/Reuters
Andrew Yates/Reuters

Lukaku leva a melhor sobre Rooney e Manchester United goleia o Everton no Inglês

Vitória por 4 a 0 deixa os dois times de Manchester empatados na liderança, com o City em 1º por ordem alfabética

Estadão Conteúdo

17 de setembro de 2017 | 15h56

No retorno de Wayne Rooney ao estádio Old Trafford, Romelu Lukaku levou a melhor no seu reencontro com o Everton e o Manchester United goleou com tranquilidade neste domingo, por 4 a 0, em jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Inglês.

O resultado deixou o Manchester United rigorosamente empatado com o seu rival Manchester City na liderança do Inglês: as duas equipes somam 13 pontos, têm 14 gols de saldo e fizeram 16 gols. Já o Everton manteve a decepcionante campanha e permaneceu com apenas quatro pontos, agora na zona de rebaixamento.

O confronto deste domingo era simbolicamente importante para dois jogadores. Depois de 13 anos atuando pelo Manchester United, Rooney fazia seu retorno ao Old Trafford após se transferir ao Everton no início da temporada. E o atacante belga Lukaku fez o caminho inverso - e também reencontrava um ex-time.

Mas Rooney nada pôde fazer contra o Manchester United. Embalado pelo bom início de temporada, a equipe mandante abriu o placar logo aos quatro minutos, quando o equatoriano Antonio Valência acertou chute no ângulo.

Rooney até se movimentava bem, criava boas oportunidades e o Everton teve chances de empatar ao longo do duelo, mas não aproveitou e o Manchester United foi letal nos minutos finais, marcando outros três gols e decretando a goleada.

Primeiro, aos 37 do segundo tempo, Mkhitaryan recebeu passe de Lukaku e fez o segundo. Depois, aos 43, o próprio atacante belga aproveitou bola lançada na área, desviou para as redes e não se furtou a comemorar contra o ex-clube. E, por fim, de pênalti, Martial marcou o quarto, aos 46, e deixou o Manchester United empatado na liderança com o seu maior rival.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.