Lula faz programa de rádio da Suíça e comemora Copa de 2014

Presidente do Brasil convida Romário e Dunga para o 'Café com o Presidente' direto de Zurique

Lisandra Paraguassú, Estadão

31 de outubro de 2007 | 18h56

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva gravou nesta quarta-feira, ainda em Zurique, uma edição especial do seu programa de rádio Café com o Presidente para comemorar a conquista da indicação para sediar a Copa do Mundo de 2014. Lula ainda levou Romário e o treinador da seleção brasileira, Dunga, para participarem da conversa. De acordo com o presidente, a indicação dá uma enorme responsabilidade aos governos, tanto federal quanto municipais e estaduais, que precisarão melhorar a infra-estrutura para receber o evento. Já Romário, ao ser perguntado sobre o início do planejamento para a Copa, afirmou que começará a pensar nisso na segunda-feira. "A partir do momento que a Fifa anunciou o Brasil como sede, eu acho que a gente tem aí até o final de semana para, primeiro, comemorar. O povo brasileiro merece isso, precisa disso", disse Romário. "Eu acho que o Brasil vai dar uma demonstração do que deve se fazer para receber, realmente, uma Copa do Mundo. Em relação à sua pergunta (sobre o planejamento para a Copa), a partir de segunda-feira, eu vou começar a pensar nisso".  "O Estado brasileiro tem que assumir a responsabilidade por muitas coisas, por exemplo, para começar pela infra-estrutura. O que acontece fora dos estádios não é da responsabilidade da CBF ou da Fifa. É da responsabilidade da cidade, do governo do estado e do governo federal", afirmou Lula. "Eu estou convencido de que nós vamos realizar uma grande Copa do Mundo. E aí, nós estaremos, todos os brasileiros, fazendo um chamamento à nação para que a gente dê um exemplo de Copa do Mundo". Dunga também defendeu a capacidade do País de fazer um bom trabalho. "Vamos deixar um pouco aqueles problemas que nós temos e vamos ver a parte boa do Brasil, que tem muita coisa bonita. Principalmente, o brasileiro é acostumado com desafios e nós nos unimos cada vez mais quando tem o desafio. Esse é um desafio muito grande, essa responsabilidade de sediar uma Copa do Mundo, depois que a Europa já fez, o Japão. Eu tenho certeza que o povo brasileiro vai estar, mais do que nunca, unido", afirmou. O apresentador do programa ainda comentou com Lula o fato do presidente boliviano Evo Morales ter cumprimentado o Brasil mas ter, ao mesmo tempo, lamentado o fato da Bolívia não poder sediar uma Copa por conta da altitude de suas cidades. "Primeiro, eu acho que a Bolívia tem o direito de ter jogos em La Paz. É a capital do país, não temos como prescindir. A não ser que se prove que do ponto de vista da saúde não pode. Eu acho que cada País tem suas características e é importante a gente respeitar", defendeu o presidente. Recentemente, a Fifa decidiu que não poderão ser feitos jogos de competições internacionais em cidades acima de uma determinada altura, já que o ar rarefeito prejudica o rendimento de atletas não acostumados à altitude.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaCopa 2014

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.