Lula pode perder vaga como conselheiro do Corinthians

Conselho envia lista dos faltosos para Comissão de Ética

O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2016 | 21h00

O ex-presidente Lula pode perder o cargo de conselheiro vitalício do Corinthians por não comparecer às reuniões do clube. A afirmação foi feita por Guilherme Strenger, presidente do Conselho Deliberativo, que preparou uma lista de frequência. 

A relação foi encaminhada à Comissão de Ética que vai analisar caso a caso, permitindo que os conselheiros se defendam. Aqueles que não se justificarem adequadamente poderão ser expulsos. Um bom número entre os cerca de 160 conselheiros, entre eles, o ex-presidente Lula, não compareceu e também não justificou a ausência. Não existe um prazo definido para o trabalho da comissão. 

Lula foi indicado por Alberto Dualib para o cargo em 2003, quando ainda era presidente da República. De acordo com Strenger, ele não compareceu a nenhuma reunião em sua gestão, iniciada em 2012. 

Conselheiros ouvidos pelo Estado defenderam a escolha de Lula como conselheiro por sua importância na “história e por ser envolver com o clube”. O Instituto Lula informou que não comentaria o caso. 

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCorinthiansLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.