Divulgação/Red Bull Brasil
Divulgação/Red Bull Brasil

Lulinha reencontra o Corinthians. 'Emoção muito grande', diz

Criado no Parque São Jorge, atacante está no Red Bull Brasil

O Estado de S.Paulo

13 Março 2015 | 16h15

Lulinha reencontra o Corinthians neste sábado, às 16h, no Itaquerão. Hoje no Red Bull Brasil, o jogador que despontou para o futebol em 2007, quando subiu para o profissional do Alvinegro,  é mais um caso de atletas que não conseguiram se firmar no clube.

Em 2007, o atacante marcou 16 gols em 16 jogos pela seleção brasileira sub-17 e viu a sua multa rescisória ser elevada a US$ 50 milhões. Mas, após várias atuações decepcionantes, deixou o Parque São Jorge e passou por Estoril e Olhanense, de Portugal, além do Bahia, Ceará e Criciúma.


“Enfrentar o Corinthians, para mim, é sempre uma emoção muito grande, por tudo que vivi no clube. Minha história é ligada ao clube e isso nunca sairá de mim, mas agora estou defendendo o Red Bull Brasil e precisamos muito de uma vitória para conseguir uma sequência positiva no Campeonato Paulista”, disse.

Aos 24 anos, Lulinha tenta emplacar no Red Bull. O atacante é de uma safra de revelações da base que teve bastante espaço no profissional. São os casos de Willian (hoje no Chelsea) e Dentinho (Shakhtar). Hoje, no time titular do Corinthians, somente o lateral-direito Fagner veio da base. Muitos campeões da última Copa São Paulo não foram nem inscritos no Estadual. Com a experiência de ter atuado dois anos no profissional do Corinthians, Lulinha alerta os companheiros do Red Bull que a equipe não terá vida fácil no Itaquerão neste sábado. O fator casa tem sido decisivo para o Alvinegro este ano. Em sete jogos disputados no Itaquerão, a equipe venceu todos. Foram 18 gols marcados e apenas um sofrido.

“Qualquer equipe que jogue contra o Corinthians, com o apoio da sua torcida, é sempre muito complicado. Não podemos nos abrir muito. Tem que fazer uma partida praticamente perfeita para conquistar um resultado positivo. É nisso que vamos focar.”

Mais conteúdo sobre:
Futebol Corinthians Campeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.