Lusa ainda precisa de dois reforços

O técnico Giba, da Portuguesa, não esconde que o time precisa de mais contratações para a seqüência do Campeonato Brasileiro da Série B. Além da necessidade de um atacante de área, posição em que a diretoria sonha com Finazzi, artilheiro do Campeonato Paulista, com 17 gols, a lateral direita é o principal foco do técnico. Contando com apenas um lateral de origem, o jovem Maurício, Giba tem improvisado o meia Wilton Goiano. "Existe a necessidade com urgência. Temos que ter mais de uma opção para ter qualidade", explica o treinador. A carência na posição ficou particularmente evidenciada para a partida da próxima terça-feira, quando a Portuguesa enfrenta o Caxias, no Rio Grande do Sul. O titular Wilton Goiano está suspenso e terá que ser substituído. Giba ainda estuda se opta por Maurício ou faz outro improviso. Enquanto lateral e atacante não chegam, o meia angolano Johnson, do Juventus, da Capital, está próximo. Ele só aguarda a final da Série A2, marcada para este domingo, às 15 horas, para se apresentar no time luso. Nesta quinta-feira o elenco titular realizou um treinamento físico, comandado pelo preparador Lino Facchini. Os reservas fizeram um jogo-treino com o São Bernardo, que disputa a Segunda Divisão do futebol paulista. Com gols de Michael e Leandro Amaral, o time venceu e o técnico Giba gostou. "É sempre muito importante estar a par de como estão jogando todos os jogadores do elenco", afirmou. Pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, a Portuguesa venceu o Criciúma, no Canindé, por 2 a 0, e voltou à terceira colocação, que defende com 17 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.