Lusa comemora estréia perfeita

Nem o mais otimista torcedor da Portuguesa esperava uma estréia tão positiva dentro do quadrangular final do Campeonato Brasileiro da Série B. Mas a goleada por 4 a 1 sobre o Santa Cruz, neste sábado à tarde, contagiou de felicidade o ambiente no Canindé. O técnico Giba, porém, preferiu manter sua postura cautelosa e de pés no chão, lembrando que "ainda faltam cinco jogos" para o time voltar à Série A em 2006.O técnico, no entanto, elogiou muito o empenho do seu time, considerou justo o resultado e mantém sua confiança em devolver a Portuguesa è elite do futebol nacional. "O clube merece, a torcida também", repetiu várias vezes.O mais procurado, porém, era o garoto Celsinho, de 17 anos, considerado o melhor em campo. Ele sofreu o pênalti, que resultou no primeiro gol, marcou o segundo e participou indiretamente do terceiro gol, além de se movimentar bastante e chamar para si a marcação dos adversários. "É fruto do trabalho duro de toda a semana. O elenco está determinado a subir para a Série A", disse ele ao mesmo tempo que dizia não saber da sua ida para o Locomotiv Moscou por US$ 7 milhões. A diretoria insiste em não confirmar a negociação.Outro jogador muito feliz era Leandro Amaral, que voltou a balançar as redes depois de sete jogos de jejum. Ele consolidou a condição de maior artilheiro do Canindé, agora com 66 gols, além de ser o quarto maior goleador do clube, com 111 gols. "Fiquei na reserva porque não vinha bem e o professor Giba sabe o que faz. Mas ele conversou muito comigo e me deu moral. Estou muito feliz", concluiu.A Portuguesa agora vai se concentrar somente no jogo diante do Náutico, sábado, em Recife, pela segunda rodada do quadrangular. Os volantes Rai e Almir receberam o terceiro cartão amarelo e cumprirão suspensão automática.Do lado do Santa Cruz, o técnico Givanildo Oliveira lamentou muito os gols da Portuguesa terem saído rapidamente e também considerou injusta a expulsão do volante Neto, aos 30 minutos do primeiro tempo. "Nos restou fechar e tentar com um a menos, mas realmente não conseguimos, apesar do esforço de todos", resumiu o técnico, que admitiu ter sido sondado pelo Vila Nova, de Goiás, mas que no momento está concentrado na Série B.

Agencia Estado,

22 de outubro de 2005 | 18h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.