Lusa decide ir de avião para Joinville

A Portuguesa está levando a sério o jogo diante do Joinville, sexta-feira, em Santa Catarina, pela Série B do Campeonato Brasileiro. E não apenas na preparação da equipe. Para evitar o desgaste do elenco, os dirigentes da Ability Sports & Management, empresa que administra o futebol do clube, bancará a viagem de avião do time de São Paulo até Joinville. O embarque será quinta-feira à tarde, e o retorno, no sábado. A idéia é prevenir o incidente do ano passado, quando o time levou 10 horas para chegar ao destino - duas a mais além do previsto, porque o ônibus quebrou, perto de Curitiba. Na ocasião, além do cansaço, o time voltou para São Paulo com um empate por 0 a 0, que não ajudou o time a se classificar para a próxima fase. Até 600 km do local do jogo, a FBA - Futebol Brasil Associados -, entidade que organiza a Série B, fornece o ônibus e oferece uma relação de hotéis para os clubes. Mas a diretoria da Ability atendeu a um pedido do técnico Luiz Carlos Ferreira e bancará o transporte do elenco. "Tudo tem de ser feito de maneria profissional", comentou o treinador. O impasse entre Portuguesa e o zagueiro César e o volante Bruno continua. Os jogadores reivindicam salários atrasados, porém a dívida é de responsabilidade da diretoria, antes de a Ability assumir o futebol do clube, em novembro. César e Bruno não aparecem no Canindé desde sexta-feira. No coletivo desta terça-feira, o treinador praticamente definiu a equipe. Na defesa, a alteração é a entrada do zagueiro Acciolly na vaga de César. No meio-campo, Isaías ganhou a posição de Ênio. O volante Capitão atuará como um terceiro zagueiro. Piá e Paulo Isidoro completam o meio-campo.

Agencia Estado,

31 Agosto 2004 | 18h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.