Lusa: Evandro ameaça ir à Justiça

Cansado das promessas da diretoria da Lusa e com os salários atrasados há seis meses, o meia Evandro ameaça entrar na Justiça do Trabalho para conseguir o passe. ?Chega no dia dos jogos, eu corro bastante e o que recebo, tapinha nas costas. Já não agüento mais isto?, desabafou o jogador. Evandro alega ter recebido, no segundo semestre de 2001, apenas o mês de dezembro. Em 2002, com a eleição de Joaquim Alves Heleno para a presidência do clube, ele renovou contrato com a promessa de que receberia em dia e ainda, em parcelas, a dívida da gestão passada. Os dirigentes só cumpriram o prometido em janeiro. ?Fica difícil de viver. Tive de vender meu carro (vai aos treinos de carona ou com o veículo da esposa) e agora estou me desfazendo de um imóvel. Eles devem R$ 15 mil de agosto e pagam, três meses depois, os mesmos R$ 15 mil. Agora, se eu não pago o condomínio em um mês, quando fizer o acerto, pago multa?, afirmou ele. E Evandro garante que as pendências atingem outros atletas do elenco. ?O Ricardo Oliveira, o Souza e o Sílvio Criciúma também estão sem receber.? O vice-presidente de futebol do clube, Manuel Gonçalves Pacheco, desconversa sobre o assunto. ?Que eu saiba, o mês de fevereiro já pagamos, pelo menos o presidente tinha feito a lista?, afirmou o dirigente, sem convencer. ?O que existe é uma pendência da diretoria passada.? Manuel Pacheco jogou para Joaquim Heleno a responsabilidade dos pagamentos. Mas foi ele próprio quem se reuniu com Evandro, no início do ano, para negociar a dívida de 2001.

Agencia Estado,

15 Março 2002 | 19h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.