Lusa: Gallo assustado com físico ruim

O preparo físico da Portuguesa assustou Gallo, o novo treinador. Por isso, o time está em Atibaia para realizar uma inter-temporada até sábado, buscando forças para enfrentar a Inter, em Limeira, no domingo. "No segundo tempo contra o América o time se arrastou em campo. A gente ganhava por 2 a 0 e eles conseguiram empatar com méritos. Por sorte, conseguimos a vitória no final", diz Gallo, que trouxe do Santos o preparador físico Manoel Falleiros. O anterior era Luiz Burale, que deixou o time juntamente com o treinador Zé Teodoro.Gallo tem certeza de que a Portuguesa vai reagir e escapar da Segunda Divisão. Não faz contas, mas confia nos reforços que pediu. Nesta terça-feira, o lateral Neném e o atacante Luisinho fizeram exames médicos. O zagueiro Pereira e o volante Rodrigo Pontes estão chegando. "Conheço o Luisinho lá do Santos. É um bom atacante, que pode nos ajudar bastante. O Pereira também está chegando. Com o tempo, vamos dar mais qualidade ao time. Sempre é bom trazer reforços e logo pensaremos no elenco para a disputa da Série B do Brasileiro."Na estréia, Gallo mostrou personalidade. Colocou o atacante Celsinho, de 16 anos, em campo. "No primeiro coletivo que dirigi, vi que ele tinha qualidades. E isso não tem a ver com a idade. No jogo, sofreu um pênalti, cobrou e fez o gol da vitória. Valeu a aposta."A Portuguesa é o segundo time que Gallo dirige. Em 2004, foi quinto colocado no Campeonato Mineiro com o Villa Nova. Antes, foi auxiliar-técnico de Dario Pereyra no Grêmio e de Vanderlei Luxemburgo no Santos. Para aceitar o convite da Portuguesa, ligou para saber a opinião do técnico do Real Madrid. "Tenho muita amizade com ele e conversamos sempre. Pedi a opinião e ele disse para voltar à minha carreira. E era isso mesmo que eu estava querendo. Então, aceitei", diz o treinador, de 37 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.