Lusa já negocia Alex Alves com o Cruzeiro

A Portuguesa recebeu hoje uma proposta oficial do Cruzeiro para vender o atacante Alex Alves, artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro, com 12 gols. Eduardo Maluf, diretor de futebol do clube mineiro, esteve em São Paulo e conversou com o presidente da Portuguesa, Joaquim Alves Heleno, diretores de futebol do Canindé e os procuradores de Alex. Os valores da negociação entre os clubes não foram revelados, mas estima-se que Alex não deverá deixar o Canindé por menos de R$ 2 milhões. Os dirigentes da Portuguesa ficaram de dar uma resposta ao clube mineiro até o final desta semana. "Estou preparado, se tiver de ir para o Cruzeiro", disse Alex, garantindo que o interesse da equipe de Belo Horizonte não tira sua concentração. "Ao contrário, fico ainda mais motivado, ao saber que meu trabalho está chamando a atenção de outras equipes, principalmente do líder da Série A." O jogador confirmou que recebeu sondagens do Santos e do Vitória. No entanto, as propostas dessas outras equipes envolveriam a troca de jogadores, o que os diretores não aceitariam. "Mas chega um momento em que os dirigentes precisam entender a situação do jogador. Não quero entrar na Justiça contra o clube, mas se a proposta for boa, acho que eles não têm como me segurar." A venda de Alex Alves prejudicaria o trabalho do técnico Luís Carlos Martins, que perderia uma peça-chave do seu esquema tático e o principal destaque da equipe na Série B. "Por mim, ele permaneceria, mas não posso fazer nada, pois o clube tem suas necessidades", disse Martins. A negociação do artilheiro resolveria, em parte, os problemas financeiros do clube, que, entre outras dívidas, tem de acertar de três a quatro meses de salários do elenco. Se vender Alex, a Portuguesa ainda precisa quitar uma dívida de R$ 1 milhão com o Juventus, que repassou o jogador ao time do Canindé no início do ano, mas ainda não recebeu pela negociação.

Agencia Estado,

22 de julho de 2003 | 19h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.