Lusa pode ter dupla de ataque júnior

A situação da Portuguesa para o clássico contra o Santos é crítica e o técnico Renê Simões poderá ser obrigado a usar uma dupla de ataque júnior para a partida. "Terei de fazer uma ginástica durante a semana para resolver a situação", disse o treinador sem disfarçar sua preocupação. Dois desfalques na posição já eram esperados: Edson Araújo que recebeu o segundo cartão amarelo no jogo contra o Guarani, e Cléber, que foi expulso no mesmo jogo. Mas o pior estava por vir no fim da noite de segunda-feira, quando Lúcio, que recebeu cartão vermelho no jogo contra o União Barbarense, foi julgado e punido com duas partidas de suspensão, sem direito a recurso. "Já fiquei surpreso com a expulsão do Lúcio no jogo, agora mais surpreso ainda fiquei com a sentença", disse Renê. A situação colocou o treinador em estado de alerta. "Pedi para que fosse feito um levantamento dos cartões de todos os jogos do Campeonato Paulista até agora", disse o treinador. "Só assim vamos saber como estamos em relação aos outros clubes, mas é certo que está havendo uma ´oferta´ de cartões", completou o técnico. Lúcio não usou meias palavras para expressar sua indignação em relação ao árbitro (ele não sabe se foi Edílson Pereira de Carvalho ou Tadeu Bosco da Cruz) que, na súmula, relatou que ele havia agredido Ronaldo Alves, do União Barbarense. "Ele não teve competência nem caráter para relatar o que aconteceu", afirmou o jogador. "Além de não ter encostado a mão no jogador, agarrei a camisa, levei um soco nas costas. Tem vídeo para provar." O jogador lembra que esta foi sua segunda expulsão na carreira. "A primeira foi logo que me profissionalizei, em 1994", conta. "Estou chateado demais com tudo isso que está acontecendo, especialmente porque fiquei fora de um jogo importante e estou perdendo uma seqüência de jogos", reclama, lembrando que seu agressor recebeu os mesmos dois jogos de suspensão. Lúcio afirma que, no Campeonato Paulista, muitos árbitros estão "dando prioridade à quantidade e não à qualidade" quando o assunto é distribuir cartões.Nenhum dos jogadores à disposição de Renê têm jogado regularmente na equipe. O treinador afirma que Alex Alves, recentemente recuperado de contusão, pode jogar mas não tem condições de permanecer em campo durante os 90 minutos. Outras opções são Roberto, Jéferson e Zé Roberto, este último, o único que já atuou no Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.