Lusa quer impedir venda de Ricardo Oliveira

O advogado Marcos Motta, contratado pela Portuguesa, entrou com uma representação na sede da Fifa, em Zurique, na Suíça, exigindo que a entidade bloqueie a venda do atacante Ricardo Oliveira, ex-Santos, para o Valência, da Espanha. Motta notificou a Fifa da decisão tomada pela 2.ª Vara Cível de Santos, que impede o Santos de receber os US$ 3 milhões pela negociação. O dinheiro deverá ser depositado em juízo, até que haja uma decisão final da ação trabalhista, que corre em primeira instância, na 15.ª Vara do Trabalho de São Paulo, envolvendo a Portuguesa e Ricardo Oliveira. "Exigimos que a Fifa se pronuncie imediatamente sobre o caso. Juntei todos os documentos necessários para comprovar o direito defendido pela Portuguesa", disse Motta. A CBF, a Federação Espanhola e o Valência também foram comunicados do imbróglio judicial pelo advogado. Ricardo Oliveira se apresentou ao Valência na última semana, mas a Portuguesa conseguiu bloquear a negociação judicialmente, entendendo que os direitos federativos do atacante ainda lhe pertencem. O jogador transferiu-se para o Santos, no início do ano, amparado por uma liminar, alegando atraso no pagamento de salários e outros compromissos, no período em que defendeu o time da capital. De acordo com o estatuto da Fifa, a CBF não pode conceder o atestado liberatório de um atleta quando estiver em litígio ou disputa contratual com algum clube. "Defendo a aplicação do estatuto no caso do Ricardo Oliveira e entendo que a Fifa deverá impedir a transferência do jogador a qualquer momento", comentou Motta. "Atuei em casos parecidos e acredito numa decisão favorável à Lusa", comentou o advogado, que defendeu o Vasco na briga com o meia Petkovic e o Shangai Shenshua, da China, e o Flamengo, na disputa com a Juventus, da Itália, pelo lateral Athirson. Müller - O atacante Müller ainda é dúvida para o jogo diante do Palmeiras, sábado, no Palestra Itália. O jogador treina para readquirir o condicionamento físico. Se participar do coletivo na quinta-feira, pode ganhar uma vaga no ataque, ao lado de Marcos Denner. O zagueiro César, suspenso, dará lugar a Evaldo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.