Lusa se rende ao trabalho de Giba

Uma cena rara aconteceu no Canindé na sexta-feira à noite, após a goleada da Portuguesa sobre o Bahia, por 4 a 1. Entusiasmados, os torcedores lusos aplaudiram e gritaram o nome do técnico Giba, que tem levado com pulso firme o time que fechou a quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, em terceiro lugar, com nove pontos.Mas o comandante acha muito cedo para festejar. Ele acha importante a participação da torcida no projeto de devolver a Lusa à Série A em 2006, mas acredita que ainda falta superar muitas batalhas. A receita é simples, mas difícil de ser seguida: "Trabalhar muito e não desanimar nos momentos difíceis", diz Giba. Ele promete não diminuir o ritmo nesta semana visando o jogo contra o União Barbarense, sexta-feira à noite, de novo, no Canindé.Os jogadores voltam aos treinos nesta segunda-feira, quando realizarão exercícios físicos com Lino Fachini Júnior. A promessa é da manutenção da mesma pegada e da disposição de somar mais vitórias nesta fase de classificação. "Acho importante ficar sempre entre os oito primeiros colocados", afirma Giba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.