Lusa será mais criativa diante do lanterna Náutico

A expectativa é do técnico Guto Ferreira, que poderá contar com o retorno do meia Souza

O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2013 | 07h30

SÃO PAULO - Souza retorna ao time da Portuguesa na noite desta quinta-feira, às 21 horas, no Canindé, diante do lanterna Náutico. A presença do meia, que cumpriu suspensão frente ao Fluminense, deixa a equipe mais criativa, segundo o técnico Guto Ferreira. "Tivemos um pouco de problema na criação das jogadas, mas com a volta do Souza teremos uma ofensividade maior", disse o treinador, que não poderá contar com o atacante Rogério (suspenso).

A Portuguesa sonha em deixar a zona do rebaixamento, onde permanece por 15 rodadas. No Náutico, o técnico Levi Gomes faz mistério com relação à escalação do time. Elicarlos e Martinez, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, estão fora da partida.

Em Salvador, o Internacional pode assumir a quarta colocação se vencer o Bahia e se o Atlético Paranaense não derrotar o Flamengo, no Rio. O clube gaúcho ficou retido em posições intermediárias pelos dez empates nas 21 partidas que disputou. Agora sonha com uma campanha de recuperação. O técnico Dunga estava feliz com a perspectiva de repetir a formação que venceu o Criciúma por 1 a 0 no domingo, mas foi surpreendido pelo afastamento do meia D’Alessandro, considerado o cérebro do time.

Os médicos constataram que o jogador sofreu uma contusão em um músculo abdominal e recomendaram que, em vez de viajar para a Bahia, ele ficasse fazendo fisioterapia. O treinador deixou para escolher o substituto na hora do jogo. O candidato mais forte é Fabrício, mas Willians e Alan Patrick também têm chances.

No Bahia, o técnico Cristóvão Borges vai poder contar com o meia Marquinhos Gabriel, recuperado de lesão muscular. Além dele, o centroavante Fernandão, que cumpriu suspensão na última rodada, quando a equipe empatou com o Coritiba, na capital paranaense, por 2 a 2, também deve estar na escalação do time. Cristovão deve escalar Jussandro na lateral esquerda, no lugar de Raul, suspenso.

No Maracanã, o Flamengo vai tentar se desprender da zona de rebaixamento. O time luta contra a inconsistência, retratada em números. A equipe vive de alternar vitórias (6), derrotas (7) e empates (8). Nessa gangorra, o time de Mano Menezes não avança na tabela. Tentará fazê-lo contra um adversário incômodo, o Atlético-PR, que está no Rio na luta pelo título.

O duelo de rubro-negros, a partir das 19h30 desta quinta, confrontará o Atlético-PR que ficou 13 rodadas sem perder, série interrompida pelo líder Cruzeiro na última rodada, contra o Flamengo que não consegue vencer duas partidas seguidas.

Tudo o que sabemos sobre:
Portuguesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.