Lusa será ofensiva em Santa Catarina

Liberdade e personalidade. A filosofia do técnico Valdyr Espinosa na Portuguesa será testada mais uma vez nesta quarta-feira, diante do Criciúma, às 20h30, pela Copa do Brasil, no Estádio Heriberto Hulse, em Santa Catarina. Engana-se quem pensa que o treinador vai adotar a cautela para levar a decisão para o jogo de volta, no Canindé. Assim como no duelo contra o Fluminense (vitória por 4 a 3 sábado pelo Torneio Rio-São Paulo), sua equipe será atrevida, buscando os gols. Como nesta fase a vitória por dois gols de diferença do visitante elimina o adversário, Espinosa mantém a Lusa com apenas um volante. ?Quero ver meu time saindo para jogar os 90 minutos, não 5, 10 ou 20. Nada de esperar tomar gol para depois atacar?, explicou. ?Todos têm liberdade para jogar, mas com responsabilidade. Nada de zagueiro atuando como centroavante. Seguindo esta regra, superaremos os adversários.? E a liberdade dada pelo novo treinador empolgou os jogadores, que o apontam como o responsável pela volta do futebol alegre na Lusa. ?Esta mudança de técnico veio numa hora boa. O Espinosa tem bom diálogo e soube nos deixar soltos dentro de campo?, disse o lateral-esquerdo Alemão. ?Ele mexeu com o nosso ego, com a auto-estima. Em suas palestras ensina a nunca nos acovardarmos. Isso nos deu força e já começou a surtir efeito?, comentou o meia Evandro, agora jogando mais perto dos atacantes. ?O time voltou a jogar com alegria.? Tanto que o elenco está confiante em uma vitória nesta quarta-feira. ?Não excedendo na empolgação, podemos conquistar a vitória. Só que temos de esquecer o Fluminense e nos preocupar com o Criciúma,? afirmou Evandro. Alemão já acredita até na classificação. ?Se entrarmos com a mesma determinação do jogo do Fluminense, temos condições de sair com a vitória por dois gols de diferença.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.