Lusa: técnico não vê motivos para desespero

Depois do churrasco, a volta ao trabalho. Mesmo com o frio de 12º C em São Paulo, o elenco da Portuguesa treinou nesta sexta-feira à tarde, no CT do Parque Ecológico, preparando-se para enfrentar o Caxias, terça-feira, no Canindé. ?Foi uma festa bem modesta. Para beber, só refrigerante?, comentou o técnico Luís Carlos Martins, argumentando que a comemoração entre os jogadores, que aconteceu quinta-feira, prova que o ambiente no clube é bom, apesar da campanha no Campeonato Brasileiro da Série B não ser brilhante. ?Podemos não estar entre os oito melhores colocados, mas nossa situação não é desesperadora?, analisou Martins.A equipe está no 13º lugar, com 16 pontos em 12 jogos, antes das partidas do final de semana, e terá a chance de melhorar sua classificação nas próximas rodadas, quando fará dois jogos em casa - o Caxias, na terça-feira e o Náutico, no dia 26. ?Serão partidas decisivas?, afirmou o treinador.Neste sábado, Luís Carlos Martins comanda um treino coletivo no Canindé, quando deve definir a equipe para enfrentar o time gaúcho. O lateral-direito Rissutt, com dores na panturrilha da perna direita, foi poupado dos treinos desta sexta, mas não será problema para o jogo. O meia Ricardo Lopes, que cumpriu suspensão diante por 2 a 2 diante do América/RN tem retorno assegurado à equipe.

Agencia Estado,

11 de julho de 2003 | 19h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.