Lusa: técnico quer ?começar de novo?

A Portuguesa se prepara para o clássico contra o Santos como se não tivesse feito pré-temporada. Pelo menos é o que garante o técnico Renê Simões. "Estou começando tudo de novo", disse o treinador, que não poderá contar com os três atacantes que vinham atuando pela equipe - Lúcio, Cléber e Edson Araújo -, todos suspensos. Por isso está readaptando a equipe. Hoje, o técnico testou a dupla Alex Afonso, de 19 anos, e Zé Roberto, de 20. A chance no time titular está sendo aguardada com ansiedade pelos atletas, que, apesar da pouca idade, já enfrentaram problemas sérios na carreira. Depois de um início promissor nas equipes de base da Portuguesa, onde foi artilheiro de competições como a Copa São Paulo, Alex Afonso teve um ano 2000 difícil. No ano passado, o jogador foi submetido a duas cirurgias no joelho, uma no primeiro semestre e outra, no segundo, para corrigir uma contusão de menisco. Por causa do problema, pouco atuou e ainda não estreou no Campeonato Paulista. Alex vem treinando com o time principal desde o início da temporada, aguardando uma oportunidade. "Sabia que com as regras envolvendo o cartão amarelo (suspensão a cada dois recebidos), mais dia, menos dia, minha chance chegaria", afirmou o jogador, que só não imaginava que ela poderá aparecer em um clássico. "Estou fazendo o que o professor Renê vem pedindo: encarando minhas atividades de cada dia como o treino da minha vida." PASSADO - Em 1999, quando disputava o Campeonato Brasileiro da Série C pelo Juventus, Zé Roberto foi flagrado no exame antidoping, que detectou consumo de cocaína. O jogador, que alegou inocência no julgamento, cumpriu suspensão de 90 dias. Ele evita falar no assunto e considera "uma coisa que ficou para trás". O ano passado não foi menos complicado. Com o passe emprestado para o Cruzeiro, o atleta ganhou nova chance de progredir, mas contundiu o braço em uma partida pela Copa do Brasil e não conseguiu voltar ao time titular. De novo na Portuguesa, Zé Roberto quer mostrar que o fato de o time estar com três atacantes suspensos não afetará o rendimento do time. "Chegou a hora de quem está entrando mostrar o potencial." Nos treinos, ele e Alex tentam seguir a orientação de Renê para o clássico: marcar os três zagueiros santistas sob pressão. PATROCÍNIO - A Portuguesa assinou hoje um contrato de patrocínio com a cervejaria Schincariol. O clube não revela o valor do contrato, que terá duração de um ano. Os jogadores vão estampar a marca na camisa a partir deste domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.