Lusa tem decisão no Canindé

A Portuguesa tem uma decisão antecipada, neste domingo, pelo Campeonato Paulista. Restando sete rodadas para o término da primeira fase, o time, para continuar com chances de classificação, precisa vencer a Matonense, às 16 horas, no Canindé. Com 12 pontos, a Lusa busca retomar às vitórias na competição - não ganha há cinco rodadas - e voltar à zona de classificação. Para isso, Renê exigiu muito dos atletas nas finalizações e também no setor defensivo. "Precisamos acertar o último toque, parar de desperdiçar gols. Na defesa, não podemos dar liberdade aos adversários," disse. E lembra que a zaga vem atuando bem. "Demos bobeira contra o Figueirense por causa da iluminação." O zagueiro Vinícius concorda com o chefe. "Estamos bem posicionados e os atacantes nos ajudam nas bolas paradas. Não estamos dando espaços ao adversário."Apesar de o inimigo vir de cinco derrotas no Paulista e correr o risco de rebaixamento, Renê não aceita acomodação. "A Matonense vem motivada pela vitória sobre a Ponte Preta. Estamos alertas. Se eles brigam para não cair, nossa luta é para ficar entre os primeiros." Renê aposta na vitória e espera contar com a força da torcida. "Em Florianópolis foram 25 barulhentos e animados torcedores. Aqui, vão ser muito mais."O atacante Ricardo Oliveira será outra arma do treinador. "Ele já se tornou uma realidade, deixou de ser promessa," elogia. O grande assédio recebido pelo atacante, autor de cinco gols nos últimos quatro jogos, preocupa Renê Simões. "Vamos ver se ele continua com a cabeça boa. Descobrimos o quanto o barco é forte, quando a tempestade vira maremoto."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.