Lusa treina duro para estréia na Série B

A Portuguesa faz os últimos ajustes para não decepcionar na estréia do Campeonato Brasileiro da Série B (sábado, às 16h, contra o Remo, no Canindé). Dessa vez, ninguém pode reclamar da falta de tempo, já que a equipe do Canindé não disputa uma partida oficial desde 23 de março, quando venceu o Juventus por 1 a 0 e se livrou da possibilidade de rebaixamento no Campeonato Paulista.Mesmo assim, Luiz Carlos Martins mostra cautela quanto ao potencial do time logo no primeiro jogo da segundona. "Aos poucos, estou amoldando o time como eu quero. É evidente que isso demanda um certo tempo. Mas com os coletivos, treinos técnicos e jogos-treino, o time vai se ajustando", explicou o treinador.O primeiro jogo na segunda divisão pode provar a fragilidade do elenco, que mesmo com a contratação de um ?pacotão? de reforços ainda sente a ausência de um atacante com as características de Ricardo Oliveira, que ganhou na Justiça o direito de transferência para o Santos."Eu indiquei esses jogadores e sei o que cada um pode render. Quero que honrem a camisa, que joguem com garra e disposição. É evidente que se os resultados não aparecerem virão as cobranças. Mas acredito que ninguém vai decepcionar", discursou o técnico da Lusa, sabendo que na prática tudo poderá ser diferente. "Cada jogo será uma pedreira muito grande, mas eu confio demais nesses jogadores."Tentando manter o clima de otimismo, o volante Capitão garante que a forma de disputa da Série B poderá favorecer a Portuguesa. "Agora estamos tendo tempo para nos preparar. No Paulista, quando a equipe começou a entrosar já estávamos terminando a nossa participação. Agora não, a Série B será mais longa. Após as duas primeiras rodadas, cada jogador vai saber exatamente o que fazer."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.