Lusa vence Força Sindical em jogo-treino

Não foi um treinamento tão bom quanto o técnico Heriberto da Cunha esperava, mas a Portuguesa derrotou o Força Sindical por 3 a 0, em jogo-treino realizado nesta terça-feira à tarde, no Canindé. Apesar da vitória, a equipe não jogou bem, mas o compromisso serviu para que o treinador observasse todo o grupo. "Se comandasse um treinamento de titulares contra reservas, não seria a mesma coisa. Valeu a pena pela movimentação", disse Heriberto. Os gols foram marcados por Marcos Denner, no primeiro tempo, Júlio César e André Luís, ambos na segunda etapa.O atacante Müller provou que está recuperado das dores nas costas e jogou os primeiros 45 minutos. No meio-campo, Rodrigo Costa e Nem atuaram, respectivamente, nos lugares de Capitão e Sérgio Manoel, que estão suspensos e não enfrentarão o Santa Cruz, dia 9, no Canindé.O primeiro gol saiu aos 30 minutos, quando o atacante Marcos Denner recebeu um lançamento de Rissutt, tocou por cima do goleiro e abriu o placar. No segundo tempo, o técnico Heriberto colocou em campo a equipe reserva, que ainda fez mais dois gols, com Júlio César, em cobrança de falta aos 20, e Celsinho, aos 37 minutos.Apesar de ser apenas um jogo-treino, o meia Danilo foi muito cobrado por Heriberto, que a todo instante exigia maior movimentação do atleta. "Ele quer que eu ajude mais o time na marcação. Reconheço que esse é um fiundamento que preciso aprimorar", disse Danilo. "Mas a cobrança é boa. Pior seria se ele não me falasse nada, porque poderia nem estar reparando no meu trabalho." Para Heriberto, a partida tornou mais evidente as principais deficiências da equipe: erros de passe e de posicionamento. "É bom identificar essas falhas, porque teremos tempo de corrigí-las até o próximo jogo", afirmou o treinador.O volante Ricardo Lopes retirou a proteção no tornozelo esquerdo, da contusão que sofreu contra o Avaí, e treinou fisicamente, mas só deve voltar aos treinamentos com bola no domingo. "Acho que poderei enfrentar o Santa Cruz, mas só entrarei em campo se estiver 100%. Vou aguardar até domingo", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.