Lusa vence seu 700.º jogo no Canindé

A Portuguesa completou nesta sexta-feira seu 700.º jogo no Canindé com vitória: bateu o União Barbarense por 3 a 0 e manteve o aproveitamento de 100% em casa na Série B do Campeonato Brasileiro. A Lusa tem agora 12 pontos e segue a passos largos sua caminhada de volta à divisão de elite do futebol nacional. O elenco e os torcedores estão empolgados com a campanha. O gol no começo da partida, aos 3 minutos, de Oliveira, entretanto, fez o time do técnico Giba recuar e passar a explorar os contra ataques. Um perigo, pois o União Barbarense acelerou seu ritmo e prendeu a Lusa em seu campo de defesa a maior parte do primeiro tempo. Mas sem, no entanto ter criado chances claras de empate. Faltou aos donos da casa ficar com a bola nos pés. O recurso mais usado foram os "esticões" para o ataque, quase sempre dando em nada. Aos 20 minutos Oliveira cabeceou com perigo e obrigou o goleiro Neneca a fazer boa defesa, redimindo-se do gol sofrido de fora da área."Estamos jogando bem, mas precisamos tocar mais a bola, fazer um, dois, e tentar aparecer nas costas dos laterais", pediu o meia Rai antes do intervalo. O atacante Oliveira preferiu valorizar seu gol. Disse que viu a partida de quarta-feira entre Palmeiras e São Paulo, pela Copa Libertadores, e tentou fazer o mesmo que Cicinho. "Dei sorte. Fiquei empolgado com o gol de Cicinho e fiz um igual", disse.O segundo tempo começou quente. Numa dividida ríspida entre Fabrício e Marcelo Miguel, aos 2 minutos, ambos acabaram expulsos. O duelo ficou também mais franco. Aos 10, Cléber cobrou falta no travessão de Neneca. A Lusa seguiu marcando forte e usou a velocidade de Celsinho pela direita. Aos 19, o jogador fez o segundo, de falta; Rai, aos 40 marcou o terceiro.Do lado de fora do campo, quatro oficiais de justiça tentaram penhorar a renda bruta do jogo, que foi de R$ 21.035,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.