Luta de Baiano contra Vasco continua

A juíza da 58ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Juliana Ribeiro, marcou para terça-feira o julgamento do mérito do processo que o zagueiro Júnior Baiano está movendo contra o Vasco, por causa dos atrasos nos pagamentos de salários. Na audiência desta sexta-feira, o clube teve a oportunidade de comprovar todos os pagamentos ao atleta, mas não o fez, segundo o advogado de Baiano, Wanderley Diniz.Júnior Baiano já rescindiu seu contrato e, agora, quer conquistar na Justiça a posse de seu passe. Para o advogado do jogador, ele não enfrentará muitos problemas para conseguir seu objetivo. "Estou confiante na vitória do Júnior, já que o Vasco não provou nada hoje", afirmou.O superintendente de Futebol do Fluminense, Paulo Angione, começa neste sábado as negociações para o retorno do meia Roger. Dirigentes do Benfica chegaram nesta sexta-feira ao Brasil para negociar o passe do jogador com qualquer clube brasileiro. Por uma cláusula contratual, o Tricolor tem a prioridade para ter o atleta.O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ratificou a decisão de sua comissão disciplinar e puniu o volante Roberto Brum, do Fluminense, com 120 dias de suspensão, por causa de doping. Do total da pena, o jogador já cumpriu 39 dias.Depois do julgamento, Roberto Brum disse que o julgamento não foi coerente e afirmou não saber como encontrará forças para superar este momento. O doping do jogador foi descoberto depois da partida contra o Grêmio, pela Copa do Brasil, no dia 2 de maio.A substância encontrada na urina de Roberto Brum foi a Clostebol. Na ocasião, ele alegou ter usado uma pomada cicatrizante, indicada por sua mulher. O medicamento tinha o elemento proibido, que foi detectado durante o exame de sua urina.

Agencia Estado,

29 de junho de 2001 | 19h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.