Luxa critica juiz e pensa no La Coruña

Vanderlei Luxemburgo lamentou a derrota para o Valencia (2 a 1) e os efeitos do desastre com as expulsões de David Beckham e Gravesen. O técnico também criticou a arbitragem. ?Se eu fosse o árbitro, não apitaria a mão de Sergio Ramos? no pênalti que garantiu a vitória do Valencia. E evitou estender comentários sobre a falta que Ronaldo faz ao Real Madrid. ?Olhando a televisão eu não daria o pênalti. Sergio Ramos vai com a perna e não com a mão para a bola. Não pode ser mão nunca?, disse o treinador. ?Não gosto de falar das arbitragens porque parece uma desculpa para a derrota?. A preocupação de Luxemburgo é a remontagem do time que visita o La Coruña, quarta-feira, pela nona rodada do Espanhol. Sem Ronaldo e Julio Baptista, machucados, e mais Gravesen e Beckham suspensos com as expulsões deste domingo, o treinador ficou sem meio time. ?É uma derrota cara porque perdemos jogadores para uma partida e num estádio difícil como o do La Coruña. Também pelo desgaste físico que tivemos contra o Valencia. Uma partida ruim não só pelo resultado e sim também pela perda de jogadores importantes?. Luxemburgo tentou minimizar os efeitos da ausência de Ronaldo. ?Perdemos e não se pode dizer que Ronaldo fez falta ou não. Está claro que é um grande jogador, como Baptista, gostaria de ter todo o elenco à minha disposição. Ainda assim tivemos oportunidades para conseguir um melhor resultado?. A contusão de Ronaldo foi boa para Eto´o, do Barcelona, que assumiu a liderança da artilharia do Campeonato Espanhol. Eto´o fez dois gols na vitória (3 a 0) do Barcelona contra o Osasuna, no sábado, e chegou aos nove gols em oito rodadas. Ele dividia a liderança com Ronaldo, com sete gols cada um.

Agencia Estado,

23 de outubro de 2005 | 20h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.