Luxa dispara: 'Se o Valdivia está bravo, que saia'

Técnico do Palmeiras critica postura do chileno, que sai irritado do gramado após ser substituído contra o Fla

Redação,

31 de julho de 2008 | 00h30

A paciência do técnico Vanderlei Luxemburgo com Valdivia chegou ao fim. O treinador, que completou 300 jogos no comando do Palmeiras, não gostou da atitude do chileno, que saiu irritado para o vestiário depois de ser substituído no segundo tempo da partida contra o Flamengo, que terminou com a vitória do alviverde por 1 a 0. Veja também: Sandro Silva marca e Palmeiras vence o Flamengo Bate-Pronto: Acabaram as magias de Valdivia? "Eu faço 300 jogos e tenho de estar falando do Valdivia", disparou Luxemburgo. "Se ele foi bravo para o vestiário, é problema dele. Se quiser voltar para o Chile, que procure a diretoria e saia. Aqui, tiro de campo quem eu quero." Para Luxemburgo, Valdivia está muito preocupado com uma possível transferência para o exterior. "É só ele mostrar a proposta para a diretoria que ele sairá. Não tem segredo. Ele tem de jogar para o time, do contrário vai sair." Luxemburgo frisou que prega o coletivo no Palmeiras. "Ninguém conjuga o verbo na primeira pessoa do singular. Aqui, todos trabalham para o time. Ganhamos de um concorrente direto [o Flamengo], e é sobre isso que deveríamos falar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.