Luxemburgo acerta data de nascimento

O técnico do Corinthians, Vanderlei Luxemburgo, conseguiu se livrar de mais um problema na Justiça, nesta segunda-feira, ao ter confirmada sua data de nascimento para o dia 10 de maio de 1952, segundo seu advogado, Michel Assef. "Pedi o cancelamento da data referente ao ano de 55 e obtivemos um parecer favorável. Fomos à 1ª Vara de Família do Tribunal de Justiça de São João do Meriti, na Baixada Fluminense, cidade onde ele foi registrado", festejou Assef. Além da confirmação de sua data de nascimento, Luxemburgo também está livre de responder a um dos principais processos em que aparece como réu: o de falsidade ideológica e uso de documentos falsos, na 7ª Vara Criminal de Justiça Federal. Este processo, que poderia condená-lo a uma pena de cinco anos de detenção, foi paralisado desde o dia 21 de setembro, porque Assef conseguiu um habeas-corpus no Tribunal Regional Federal. "Não tem mais como o processo ir para frente. Ainda mais agora com a Justiça comprovando que o Vanderlei não teve culpa e fixando a data certa de seu nascimento", disse o advogado. "O habeas-corpus não tem como ser revogado." A fraude na data de nascimento de Luxemburgo foi descoberta porque em seu passaporte e documento de identidade constavam o ano de 1955 como o de seu nascimento. O treinador, por diversas vezes, havia dito que nasceu em 52. Com a irregularidade descoberta, o técnico do Corinthians culpou seu pai, que teria adulterado sua idade para ele poder jogar nas divisões de base do Botafogo, onde começou sua carreira. Livre dos processos, Vanderlei disse estar aliviado e, em seguida, foi para o Aeroporto Internacional Galeão Tom Jobim, onde pegou um avião para o Chile. O Corinthians estréia na quarta-de-final da Copa Mercosul, contra o Universidad do Chile, amanhã, em Santiago.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.