Luxemburgo afirma que 2013 não é o ano do Fluminense

Campeão brasileiro e estadual em 2012, o Fluminense não está nem perto de repetir o bom desempenho da última temporada em 2013. Assim, após a derrota para o Cruzeiro por 1 a 0, na noite de quarta-feira, em Belo Horizonte, o técnico Vanderlei Luxemburgo "jogou a toalha" e disse que o time não tem nada a almejar no Campeonato Brasileiro, além de evitar o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Assim, avaliou que o momento é de realizar avaliações e começar o planejamento para 2014.

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 11h17

"Tem que entender que este não é o ano do Fluminense buscar alguma coisa. Infelizmente, temos só que sair da confusão e ver se começamos a nos preparar para o ano que vem, se vou ficar ou não, quem vai ficar, quem não vai ficar. Fazer uma análise. Mas é importante saber que esse jogo de hoje era na casa do adversário", disse.

O Fluminense chegou a sonhar com uma vaga na Libertadores ao ficar oito partidas invicto, mas sofreu queda impressionante nos últimos jogos. Luxemburgo reclamou da tabela do Campeonato Brasileiro porque o seu time enfrentou cinco dos considerados grandes times do futebol nacional em sequência: Botafogo, Internacional, Vasco, Grêmio e Cruzeiro.

"Foram cinco clássicos seguidos, sem respirar. É uma coisa que preocupa. Esse negócio do bom senso, tem que ter bom senso de técnico, de jogador, de imprensa, dos dirigentes e da televisão", disse o técnico, reclamando da sequência de cinco jogos em que o time somou apenas dois pontos.

Em má fase, o Fluminense está em 15º lugar no Brasileiro, com 35 pontos. O time volta a entrar em campo no próximo sábado, quando vai enfrentar a Ponte Preta, às 16 horas, no Maracanã, pela 30ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.