Luxemburgo avisa que vaga na Libertadores só vem no final

Jogadores iniciam nesta segunda-feira os preparativos para o duelo contra o Cruzeiro, no Mineirão

Sanches Filho, do Estadão,

01 de outubro de 2007 | 09h43

Vanderlei Luxemburgo considerou decisiva a vitória por 1 a 0 contra o Vasco da Gama, no domingo, na Vila Belmiro. Ele também acredita que vai somar pontos nos dois próximos jogos, contra Cruzeiro e Botafogo, ambos fora. Mesmo assim, o treinador avisou que a classificação para a Copa Libertadores ainda vai demorar. Veja também: Classificação Últimos resultados / Próximos jogos Crônica do jogo: Santos 1 x 0 Vasco "O importante é o time se manter nessa faixa dos quatro ou cinco primeiros para na penúltima ou última rodada conseguir a vaga", analisou o técnico santista, que fez uma única ressalva: a expulsão de Baiano na Vila foi injusta, para ele. "Não houve cotovelada. Foi um lance de interpretação e ele [Heber] se equivocou e causou um prejuízo ao Santos no jogo. Fazer o quê?" Para Luxemburgo, o que decidiu em favor do Santos foi a competência do seu time para suportar a pressão inicial do adversário. "Sabíamos que o Vasco vinha de uma classificação na Sul-Americana e seu ritmo cairia com o passar do tempo. Depois do gol e com um jogador a menos, fechamos com duas linhas fortes e sempre estivemos mais perto do segundo gol do que o Vasco do empate, porque a bola deixou de chegar ao seu ataque." Embora tenha elogiado as atuações de Petkovic e Pedrinho e repetido que não vê problemas dos dois jogarem juntos, um dos dois vai sair do time para Luxemburgo escalar Marcelo ao lado de Adailton e Domingos, na quarta-feira. "Vou mudar o time de acordo com as minhas observações sobre o Cruzeiro", adiantou o técnico, que perdeu Baiano, suspenso pela expulsão deste domingo, mas em compensação terá a volta de Kleber, na esquerda. Na série de confrontos diretos com outros candidatos à classificação para a Libertadores, apenas contra o Palmeiras, dia 13, na Vila Belmiro, o Santos jogará sem Kleber e Maldonado, que estarão servindo, respectivamente, as seleções de Brasil e Chile. O gol da vitória santista foi o segundo de Rodrigo Souto com a camisa do Santos - o primeiro foi contra o América do México, na Libertadores -, por essa razão o volante comemorou bastante. "Primeiro porque fazer gol não é da minha característica, mas a bola sobrou e tive a felicidade de concluir bem. E também porque percebi o contentamento do grupo." Os jogadores se reapresentam nesta segunda-feira, às 16 horas, e após o treino da terça às 15 horas, viajam para Belo Horizonte, onde enfrentarão o Cruzeiro, quarta-feira à noite. De Minas, o Santos seguirá direto para o Rio de Janeiro para se preparar visando ao jogo de sábado com o Botafogo.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.