Luxemburgo cai no pagode antes de jogo-treino do Palmeiras

Evelson de Freitas/AEVanderlei Luxemburgo deixa as broncas de lado e curte um pagode no hotel que o Palmeiras está hospedado, durante uma convenção de uma empresa no ramo alimentício.   ATIBAIA - Na quarta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo não deu descanso aos jogadores. Gritou, xingou, cobrou todos eles durante o primeiro coletivo do ano. Nesta quinta-feira, o treinador palmeirense estava mais calmo. Bem mais calmo. Veja também: Palmeiras não consegue registrar o contrato de Thiago Neves Palmeiras goleia Francana em jogo-treino em AtibaiaAntes do jogo-treino contra a Francana, em Atibaia, o comandante caiu no samba. E não fez feio. O Fundo de Quintal, tradicional grupo de samba, animou a festa que a Nestlé promoveu para seus funcionários no hotel em que o Palmeiras está hospedado em Atibaia. E Luxemburgo foi convidado para subir ao palco. Não negou, cumprimentou todos os integrantes do grupo, pegou o pandeiro e participou de três músicas. Com direito a dancinhas e reboladas. Luxemburgo é fã de samba e já mostrou em outras ocasiões ser um bom profissional também com o pandeiro na mão - em 2001, com a seleção brasileira, chegou a descontrair o grupo com muita música, antes do jogo contra o Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa de 2002.Quem participava da festa de ontem aplaudiu o sambista Luxemburgo. E após mostrar que conhece do assunto, o treinador distribuiu autógrafos e tirou fotos com os fãs. Alguns jogadores do elenco também desceram antes para o local do jogo para acompanhar o Fundo de Quintal - o palco ficava ao lado do campo. "Não só o Luxemburgo, mas vários jogadores gostam de pagode", falou o volante Pierre.(com Daniel Akstein Batista, do O Estado de S. Paulo)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.