Marcos Arcoverde/Estadão
Marcos Arcoverde/Estadão

Luxemburgo celebra 'vantagem considerável' do Fluminense

Com a vitória, o time poderá empatar no confronto de volta

AE, Agência Estado

22 de agosto de 2013 | 09h38

RIO - O técnico Vanderlei Luxemburgo exaltou a importância de o Fluminense não ter levado gols na vitória por 1 a 0 sobre o Goiás, na noite da última quarta-feira, no Maracanã, no confronto de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Com o resultado, o time poderá empatar no confronto de volta, na próxima quarta, em Goiânia, para avançar na competição.

Embora o Fluminense tenha marcado apenas uma vez, o treinador lembrou que o peso de um possível gol fora de casa poderá ser decisivo para a equipe tricolor. "O 1 a 0 é melhor do que o 2 a 1. Você obriga o cara a fazer dois gols. E, se conseguirmos um gol lá, ele terá de fazer três. É uma vantagem considerável, mas que não decide nada. Vamos esquecer esse jogo e focar no outro. Se continuarmos assim, vamos sair com a vaga", ressaltou o comandante, celebrando e ao mesmo tempo contendo a euforia.

A evolução do setor defensivo do Fluminense também foi celebrado pelo treinador, que viu sua equipe não tomar gols pelo terceiro jogo seguido. Antes de estrear na Copa do Brasil, a equipe empatou por 0 a 0 com o Corinthians, no Maracanã, e depois venceu o Náutico por 1 a 0, em Recife, pelo Campeonato Brasileiro.

Ele aproveitou o fato para valorizar a eficiência coletiva do time ao ser questionado sobre a desconfiança da torcida com a dupla de zaga formada por Gum e Leandro Euzébio, que ajudou o time a se tornar a defesa menos vazada das campanhas dos títulos do Brasileirão de 2010 e 2012.

"Os zagueiros tiveram boa atuação porque houve consciência de equipe. Quando se trabalha em conjunto, pegando no meio de campo, a zaga fica mais liberada, tranquila. Quando cheguei, o pessoal estava preocupado com a zaga. Falei que tinha sido a menos vazada. Deixaram de ser bons? Não. Quando se está perdendo, estoura no goleiro ou na defesa. Isso não me assusta, faz parte do futebol", analisou.

O goleiro Diego Cavalieri, que defendeu um pênalti cobrado por Walter no segundo tempo do duelo desta quarta, também exaltou a importância de o Fluminense ter saído do Maracanã com a vantagem de 1 a 0. "Vamos decidir fora de casa. Foi importante não levar gol e conquistar a vantagem. Jogaremos em Goiânia de igual para igual em busca da classificação", projetou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.