Luxemburgo confirma proposta para assumir o México

Treinador também não hesita ao dizer que deixa o Palmeiras se tiver uma oferta de trabalho mais vantajosa

Vítor Marques, Jornal da Tarde

22 de maio de 2008 | 15h39

O bom momento vivido no Palmeiras não impede que Luxemburgo pense em outras oportunidades. Nesta quinta, o treinador confirmou que foi sondado pela Federação Mexicana de Futebol (FMF) para assumir o comando da seleção."Houve um telefonema do pessoal do México. Fico feliz por terem lembrado de mim."    Veja também:   Kléber atropela torcedor do São Paulo após discussão A sondagem fez com que o torcedor palmeirense revivesse um pesadelo. No começo do Campeonato Brasileiro de 2002, Luxemburgo comandava a equipe alviverde, mas deixou o emprego para assumir uma proposta mais vantajosa do Cruzeiro. No mesmo ano, o Palmeiras encontrou dificuldades e foi rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro.Apesar de não estar no comando da equipe, Luxemburgo foi responsabilizado por torcedores e até por antigos dirigentes do clube pelo rebaixamento, já que havia desmanchado parte do elenco, que não foi reformulado a tempo de evitar o descenso. Luxemburgo, no entanto, mantém sua postura, dizendo que qualquer profissional tem o direito de receber e estudar propostas de emprego em outro lugar. "Todo mundo deve analisar todas as propostas. Acho que tem que parar com essa história aqui no Brasil de que não se pode analisar propostas."Os valores da proposta mexicana não foram revelados, mas mexeu com o treinador alviverde, que garantiu que analisará e tomará uma decisão em breve. "Existem cláusulas no meu contrato com o Palmeiras, mas claro que vou analisar sim. Se eu considerar a proposta do México boa, eu aceito."O treinador do Palmeiras, no entanto, deixou claro que seu principal objetivo continua sendo seu retorno à seleção brasileira. "Todos sabem que meu pensamento é a seleção brasileira em 2014 [Copa do Mundo será disputada no Brasil]."PLANEJAMENTOA diretoria do Palmeiras, juntamente com a Traffic, formatou um planejamento para a recuperação do futebol do clube. O resultado foi imediato, com a conquista do Paulistão, mas a saída precoce de Luxemburgo poderia atrapalhar os planos, já que o treinador tem total controle sobre a equipe e o atual elenco.Este é o conceito de Luxemburgo, de centralizar todas as ações do departamento de futebol no treinador, que seria uma espécie de "manager", denominação utilizada para os técnicos do futebol inglês, como Arsène Wenger, do Arsenal, e Alex Ferguson, do Manchester United, que são exemplos para Luxemburgo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.