Luxemburgo considera natural oscilação do Palmeiras

Depois de dominar o jogo contra o Rio Claro no primeiro tempo, time deixa o rival empatar e cai na tabela

Redação,

21 de fevereiro de 2008 | 09h34

O técnico Vanderlei Luxemburgo não ficou satisfeito com o empate do Palmeiras diante do Rio Claro, vice-lanterna do Campeonato Paulista, por 1 a 1. O treinador disse que o time perdeu uma grande chance de entrar na zona de classificação às semifinais. Entretanto, o comandante considerou natural a oscilação dos jogadores dentro de campo.   Veja também: Classificação Calendário / Resultados  Bate-pronto - 'Queimar jornalistas': a especialidade do Paulistão  Palmeiras tropeça e fica no empate diante do Rio Claro Palmeiras deve fechar a chegada de Arouca e a saída de Diego   O Palmeiras realizou um bom primeiro tempo e dominou o jogo. Contudo, na etapa complementar a equipe diminuiu o ritmo e viu o rival empatar. "É natural essa queda de produção", explica Luxemburgo. "Nossa equipe ainda está em formação, sabia que os jogadores iriam oscilar. Mesmo assim, eu esperava por uma vitória."   Com o empate, o Palmeiras foi para 15 pontos no Paulistão e não entrou na zona de classificação. "Sei que a equipe ainda fará partidas maravilhosas e outras nem tanto. Mas acredito que cresceremos a partir de agora, pois retornaremos ao Palestra Itália [neste sábado, o clube enfrenta o Rio Preto em casa]".   Depois do Rio Preto, o Palmeiras terá pela frente o Corinthians, no clássico do dia 2 de março. Luxemburgo contou que os jogadores fizeram um pacto para tentar a vitória. "Esse negócio de pacto não tem nada de ruim, pior se fosse um pacto para perder, aí eu mandaria todo mundo embora", explica o técnico, entre sorrisos.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasVanderlei Luxemburgo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.