Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Luxemburgo critica atuação de empresários no futebol

Vanderlei Luxemburgo deu a primeira entrevista coletiva do ano na tarde desta quinta-feira, depois da derrota por 1 a 0 do seu time titular no jogo-treino com o São José, da Série A-2. Ele justificou a contratação do veterano Antônio Carlos, autor do gol contra que definiu o placar do amistoso, e, amargo, e lamentou a situação difícil do futebol brasileiro."Qualquer negociação de jogador está difícil porque todos os clubes viraram barriga de aluguel. Os jogadores não pertencem mais aos clubes, mas aos empresários. São colocados nos clubes para serem valorizados e depois negociados para fora. É cômodo para eles porque não têm que pagar salário e nem de se responsabilizar por nada", disparou o técnico.Apesar de não ter conseguido os reforços que pretendia, Luxemburgo coloca o seu time em igualdade de condições com São Paulo, Palmeiras e Corinthians na briga pelo título do Campeonato Paulista. "Não fugimos à realidade do futebol brasileiro. Muitas coisas que pretendíamos fazer se tornaram impossíveis se serem feitas."Para o técnico santista o futebol brasileiro está perdendo muito com saída de atletas cada vez mais jovens. "Isso assusta e hoje não tem time mais fraco ou mais forte."Quanto à sua equipe, o comandante santista disse que conta com um elenco para disputar as três competições do primeiro semestre - Paulista, Libertadores e o início do Campeonato Brasileiro. E disse que não se justificam as críticas pela contratação de Antônio Carlos. "Ele tem 37 anos de idade, mas não sofreu nenhuma lesão importante. E é um jogador certo para aquilo que eu quero. Para a hora da porrada e que põe a cara para fora como Maldonado, Zé Roberto e Fábio Costa. E vai ser preciso na Libertadores."Luxemburgo demonstrou entusiasmo com a possibilidade de ter Pedrinho. "Ele deve assinar um contrato por produtividade", revelou. O treinador, no entanto, negou que tenha indicado o lateral-direito Rogério (ex-Palmeiras, Corinthians e Fluminense), mas não descartou novas contratações. "Estamos vendo algumas situações e possibilidades".No jogo-treino, Luxemburgo repetiu a formação com três zagueiros e apenas Fabiano no ataque que usou no primeiro coletivo da equipe. Para o próximo compromisso, no sábado, contra o Ituano, ele pretende fazer uma experiência diferente. "Posso escalar o time com dois zagueiros e o Rodrigo Souto no meio. A intenção é formar um time versátil, preparado para várias situações diferentes", explicou.

Agencia Estado,

11 de janeiro de 2007 | 20h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.