Luxemburgo critica atuação do Santos

Nem mesmo a retomada da liderança na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro serviu para acalmar o técnico do Santos, Vanderlei Luxemburgo, que classificou o futebol de seu time ?de Segunda Divisão do nacional?. O treinador ainda criticou o desempenho da defesa, que cedeu "espaços demais" ao Rubro-Negro."O futebol que apresentamos foi o de um time que luta para não cair para a Segunda Divisão. Atuamos muito mal e vou ter que tomar uma atitude", disse Luxemburgo, que em seguida comentou o gol do Flamengo. "Não se pode fazer linha de impedimento no meio-de-campo que dá nisso.E o André Luis poderia ter feito uma falta, que não seria violento." Para o atacante Deivid, autor do gol santista, o time começou o jogo apático e somente melhorou ao ficar em desvantagem no marcador. O atleta criticou asperamente a postura da equipe, lembrando que "quem deseja ser campeão não pode ficar em seu campo esperando o adversário".As declarações de Deivid irritaram ainda mais Luxemburgo, que as considerou equivocadas. Para o treinador santista, elas não refletiram o que ocorreu em campo e, por isso, não deveriam ser consideradas."O jogador fala muita coisa. Nem sempre é o que acontece", destacou Luxemburgo. "O nosso problema maior foi termos muitos erros de passe e marcação." Comoção - A morte do zagueiro Serginho, do São Caetano, também deixou comovidos os jogadores santistas. O goleiro Mauro disse ser o momento de fazer orações para que a família do atleta consiga superar o momento difícil. Já o zagueiro Antonio Carlos foi categórico ao afirmar que não tinha pensado e ainda nem ia pensar em uma situação "horrível" como esta.O atacante Deivid foi um dos que mais falou sobre o episódio: "É uma fatalidade grande e ficamos tristes. Precisamos fazer orações para que, lá em cima, o Serginho tenha sossego e sua família tenha forças para continuar vivendo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.