Luxemburgo cuida do psicológico do Santos

Logo depois do desastre de domingo, o técnico Vanderlei Luxemburgo começou a preparar psicologicamente o time do Santos para reduzir os efeitos da goleada por 4 a 0 imposta pelo Palmeiras. Esse novo mau resultado no Brasileiro chegou numa hora errada, em que o time se prepara para enfrentar o Once Caldas, na Colômbia, quinta-feira, pelo jogo de volta das quartas-de-final da Taça Libertadores. A goleada aumentou a responsabilidade do grupo, pois distanciou ainda mais o time dos líderes do Brasileiro. Na 19ª colocação, os santistas estão oito pontos atrás das cinco equipes que dividem a liderança com 14 pontos. Nas sete partidas disputadas, o Santos perdeu cinco, uma a mais que durante o campeonato nacional do ano passado, em que não chegou a ameaçar o Cruzeiro, que disparou na frente e manteve a posição até o fim. Luxemburgo entende que "o campeonato deste ano está muito igual e bem diferente do disputado em 2003?. ?Faltando 38 rodadas, não dá para dizer que alguma coisa está definida. Muita coisa pode acontecer e pela grandeza do Santos nós temos que continuar trabalhando, fazendo o que for necessário." A goleada repercutiu mal na diretoria. Foi a terceira na temporada e a primeira desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo, todas por 4 a 0. É que aumentou a preocupação em relação ao futuro da equipe na medida em que diminui as chances no Brasileiro. Se sair da Libertadores, pouco restará além de um grande esforço para se recuperar no campeonato nacional. O outro torneio que o time disputará ainda este ano é a Copa Sul-Americana, que pouco representa em termos de prestígio. Libertadores - Os jogadores do Santos chegaram nesta segunda-feira à Colômbia e participaram de um treinamento. Léo, suspenso, e Basílio, contundido, irão desfalcar o time no jogo decisivo de quinta-feira contra o Once Caldas. Ricardinho, contratado semana passada, não está inscrito na competição e ficou no Brasil. O maior problema para Luxemburgo escalar o substituto de Léo. Paulo César já atuou na lateral-esquerda e pode ser deslocado para a posição, enquanto Marco Aurélio deve ser mantido na lateral-direita. Nas demais posições, não haverá problemas. Na primeira partida, disputada quarta-feira passada na Vila Belmiro, Santos e Once Caldas empataram por um gol e os santistas tiveram muita dificuldade para furar a retranca armada pelos colombianos. "Quando eles jogarem em casa, terão se abrir porque também precisam do resultado e os espaços aparecerão", disse o atacante Robinho, confiante na vitória, mesmo com o mau resultado de domingo. Na análise de Luxemburgo, a opção de poupar três titulares no clássico contra o Palmeiras era o que tinha de ser feito. "Nós entendemos que devia ter sido feito assim e espero que tenha acertado: o resultado ruim chateia, mas espero que tenhamos uma conquista de elenco na parte física, técnica e tática para o jogo contra o Once Caldas." O treinador entende que "a tendência do time é de crescer" para o jogo de quinta-feira. "Não acredito que o resultado de domingo terá reflexo no jogo da Libertadores e tudo está sendo trabalhado na cabeça deles para que possam continuar nas competições." E concluiu. "Se tivéssemos vencido no domingo, não seria uma determinante de que ganharemos lá, não tem nada a ver uma coisa com a outra."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.