Luxemburgo dá conselhos para o goleiro Felipe e Neymar

'Ou o Felipe se decide e se torna um jogador de alto nível, ou vai ficar com o pai', dispara o treinador

SANCHES FILHO, Agencia Estado

21 de julho de 2009 | 21h58

Sempre polêmico, o técnico Vanderlei Luxemburgo não deixou de comentar nesta terça-feira o que acha necessário para que o goleiro Felipe e o meia-atacante Neymar tenham um futuro de sucesso no futebol. Assim como fez com o atacante Lenny no Palmeiras, o novo treinador santista criticou a relação do goleiro com sua família, e o principal alvo foi o pai do Felipe.

 

Veja também:

linkLuxemburgo pode barrar três em sua reestreia no Santos

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Ele tem um potencial muito grande, mas precisa se divorciar do pai e pensar apenas em jogar", recomendou Luxemburgo. "Pai de jogador é assim, fica querendo proteger. Leva pra cá, leva pra lá. Ou o Felipe se decide e se torna um jogador de alto nível como aquele que já foi para a seleção, ou vai ficar com o pai", completou sobre o goleiro que ele mesmo lançou na equipe, em 2006.

Com Neymar, porém, o técnico pegou mais leve, e disse confiar na evolução do garoto de 17 anos. "Ele é muito jovem e seu amadurecimento vai acontecer naturalmente. É preciso ser lançado aos poucos e com cuidado. Neymar pode ir bem num jogo e ser aplaudido e se for mal no seguinte ser vaiado. Acho que ele vai ser um dos grandes jogadores do futebol mundial, mas não da noite para o dia."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.