Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Luxemburgo devolve elogios a Abel Ferreira por título da Libertadores: 'Quem ganhou foi ele'

Português conquistou principal torneio sul-americano no último sábado, após vitória por 1 a 0 em cima do Santos

Redação, Estadão Conteúdo

01 de fevereiro de 2021 | 10h58

Citado pelo técnico português Abel Ferreira após a conquista do título da Copa Libertadores pelo Palmeiras, no último sábado, Vanderlei Luxemburgo fez questão de devolver os elogios ao colega de profissão. O atual treinador do Vasco, demitido pelo clube alviverde em outubro do ano passado, fez questão de deixar claro que o campeão da competição continental foi o seu sucessor.

"Agradeço o elogio do Abel, mas quem ganhou foi ele. A minha ajuda foi até aquele momento, deixei o Palmeiras líder geral, isso foi importante para a sequência de jogos. Só não consigo entender que dizem que Luxemburgo saiu porque não conseguiria melhorar. A gente estava sem quatro jogadores com a seleção, outros com covid e os meninos não estavam prontos. Mas a opção do dirigente foi me mandar embora. Mas a gente entende, futebol é assim. Não tinha como ele ter uma varinha de condão que mostraria que eu conseguiria melhorar ou não. Pela minha história, sim, né?", declarou.

Luxemburgo foi demitido do Palmeiras no dia 14 de outubro de 2020 após uma sequência de resultados ruins no Campeonato Brasileiro. Ele foi substituído duas semanas depois por Abel Ferreira, que deu continuidade ao trabalho e conquistou a Libertadores no último sábado, após vitória por 1 a 0 em cima do Santos.

Depois do triunfo, o português falou sobre a importância de Luxemburgo ter dado os primeiros passos na construção do time campeão. "Foi Vanderlei que começou esse trabalho. Não escondo. Temos que fazer um trabalho, tivemos que resgatar alguns jogadores, mas quem começou o trabalho foi ele. Fomos nós todos que fechamos. Muita gente perguntou o que tinha dito ao Gallardo (Marcelo Gallardo, técnico do River Plate). Eu disse que ia ganhar essa competição. E ele disse para eu ganhar. Se sou melhor treinador, devo também ao Gallardo", afirmou Abel Ferreira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.