Luxemburgo diz que não trabalha mais com Keirrison

O técnico Vanderlei Luxemburgo demonstrou irritação com a inesperada negociação do atacante Keirrison com o Barcelona nesta sexta-feira. O treinador afirmou que, mesmo que o atleta não concretize a transferência, não jogará mais no Palmeiras sob o seu comando.

DANIEL AKSTEIN BATISTA, Agencia Estado

26 de junho de 2009 | 20h22

"Ele não veio falar comigo, não apareceu para treinar", reclamou o treinador do Palmeiras. "Eu segurei a onda dele [quando a torcida passou a vaiá-lo] e ele faltou com o respeito comigo e com seus companheiros. Agora, que [a negociação] se concretize. Se não acertar lá, não joga mais comigo".

Luxemburgo tinha a promessa de J.Hawilla, o homem forte da Traffic, de que Keirrison ficaria no Palmeiras até o meio de 2010. Na última quarta-feira, inclusive, o atacante pediu para que a especulação sobre sua saída acabasse e afirmou que seguiria no Palestra Itália até o fim do seu contrato, em 2013. Mas não demorou muito tempo para ele mudar de ideia e a parceira palmeirense conseguir um bom lucro.

Nesta sexta, o Barcelona oficializou proposta pelo atacante, no valor de 15 milhões de euros (R$ 42 milhões), mas ainda faltam detalhes, entre eles a forma de pagamento, para a negociação ser finalizada. O jogador já não participou do treino na Academia de Futebol, viajou para Curitiba e está fora do clássico de domingo contra o Santos, no Palestra Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.