Robson Fernandjes/AE
Robson Fernandjes/AE

Luxemburgo diz que Palmeiras ainda não pensa no Sport

Sem nenhum ponto na Copa Libertadores, equipe precisa vencer fora de casa se quiser seguir na competição

AE, Agencia Estado

18 de março de 2009 | 12h51

O técnico Vanderlei Luxemburgo diz que seu time não tem motivos para já pensar nos duelos contra o Sport pela Libertadores, que serão disputados nos dias 8 e 15 de abril. Segundo ele, embora o time esteja confortável na liderança do Campeonato Paulista, com seis pontos de vantagem para o Corinthians, ainda não é hora de deixar a competição em segundo plano.

Veja também:

linkLuxemburgo acredita que elenco pode fazer história no clube 

linkKeirrison brilha e praticamente garante Palmeiras na semi 

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Temos mais cinco jogos até lá. Nossa meta é terminar a fase de classificação na primeira colocação e estamos caminho bem para atingir esse objetivo, mas ainda não chegamos lá", afirmou o treinador. Os cinco jogos completam a participação do Palmeiras na fase de classificação - o time ainda pega o Guaratinguetá neste sábado; o Bragantino, no dia 24; o São Paulo, no dia 28; Oeste, no dia 31; e Botafogo, no dia 5 de abril.

Satisfeito com a vitória por 2 a 0 sobre o Noroeste, nesta terça-feira, no Palestra Itália, Luxemburgo disse que a adoção do 4-4-2 como esquema tático não é uma solução definitiva. "Está provado que sabemos jogar em dois esquemas diferentes, com dois ou três zagueiros. Deu para sentir que o grupo entendeu a função que deve ser exercida", explicou o treinador, que saiu em defesa dos seus criticados zagueiros. "Temos só um gol sofrido a mais que defesa menos vazada do campeonato", disse - o time levou 12 gols, contra 11 de Corinthians e Santo André.

Luxemburgo não quis dizer qual será o esquema tático para o jogo de sábado, mas antecipou a entrada de Lenny como titular, já que Keirrison e Willians estão suspensos. "O Lenny merece uma chance de titular e vou colocá-lo no sábado. A outra vaga fica em aberto, temos o Marquinhos, o Ortigoza, vamos esperar", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.