Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Luxemburgo diz que Palmeiras encontrará substituto para Dudu: 'Vai surgir outra opção'

Técnico lamenta perda do atacante, mas garante que novos destaques vão surgir no elenco para compensar a saída

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2020 | 15h08

O técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, disse nesta sexta-feira estar tranquilo para lidar com o time sem contar com o atacante Dudu. O camisa 7 viajou ao Catar para assinar com o Al-Duhail e apesar de ter sido o nome mais importante do elenco do elenco nas últimas temporadas, o treinador considera ser possível encontrar opções para repor essa perda, até mesmo sem precisar de novas contratações.

Luxemburgo concedeu entrevista coletiva virtual e durante a conversa com os jornalistas, afirmou que mesmo sem Dudu, o Palmeiras não pode ser descartado como favorito nas competições. "Eu continuo achando que tenho equipe para ganhar os campeonatos", disse. Segundo o técnico, agora será a hora de novas lideranças técnicas surgirem e se aproveitaram da lacuna deixada pelo atacante.

"Isso vai surgir naturalmente. Alguém vai chamar a responsabilidade para o jogo, porque será preciso dar a cara para fora. Às vezes quem era mais acanhado vai querer aparecer mais. Vou ajeitar a equipe para isso", afirmou o técnico, sem mencionar o nome de possíveis substitutos. Luxemburgo tem comandado treinos na Academia de Futebol e passou a observar alguns garotos promovidos das categorias de base.

O treinador afirmou que por mais que a torcida se pergunte como o Palmeiras vai lidar sem Dudu, alguma alternativa vai aparecer. "Um time grande como o Palmeiras vai encontrar solução, vai surgir alguém de talento. Aqui estava sem ninguém anos anos e apareceu o Gabriel Jesus com todo aquele talento. Essas coisas surgem. É normal do futebol", explicou.

Uma possível alternativa para Dudu seria Rony. No entanto, o jogador recebeu uma suspensão de quatro meses da Fifa por não ter cumprido o contrato com o Albirex Niigata, do Japão, e por enquanto não pode entrar em campo. O Palmeiras tem buscado um efeito suspensivo para poder escalar o atacante no próximo jogo do Campeonato Paulista, contra o Corinthians, na próxima quarta.

"A punição pegou a gente de surpresa. Estamos tentando uma situação para reverter, para rever se conseguimos liberar para jogar", comentou. O treinador disse que está ansioso para voltar a ter um jogo depois de mais de quatro meses, ainda mais por se tratar de um retorno logo diante do maior rival e fora de casa.

O técnico garante que a possibilidade de uma vitória signifique eliminar o Corinthians da competição ainda não é um tema tratado internamente no Palmeiras. "O que vai acontecer com o Corinthians não interessa para nós. Temos de ganhar os dois jogos que restam para ser o primeiro colocado geral e levarmos vantagens para jogar em casa até o fim da competição", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.