Luxemburgo diz que vaias ao Grêmio têm lado positivo

A atuação apagada do Grêmio na vitória por 1 a 0 sobre o Veranópolis, domingo, no Estádio Olímpico, na rodada final da fase de classificação da Taça Piratini - o primeiro turno do Campeonato Gaúcho -, deixou o seu torcedor insatisfeito. Por isso, o time e Vanderlei Luxemburgo foram alvos de vaias e protestos. Mesmo assim, o técnico garantiu que as cobranças possuem aspectos positivos.

AE, Agência Estado

18 de fevereiro de 2013 | 11h53

"Foi ótimo o torcedor vaiar, hostilizar e criticar um pouquinho, isso faz parte da formação da equipe. Vamos classificar para as oitavas de final da Libertadores e lutar por títulos nesta temporada", disse Luxemburgo após o triunfo que sacramentou a classificação do Grêmio às quartas de final da Taça Piratini.

As cobranças do torcedor gremista no último domingo também têm relação com a derrota para o Huachipato, do Chile, por 2 a 1, na última quinta-feira, pela primeira rodada do Grupo 8 da Copa Libertadores. Naquela oportunidade, o treinador preteriu o volante Fernando para escalar Adriano, o que irritou os torcedores. Luxemburgo, porém, defendeu o ex-santista e disse que quem jogou mal na partida foi Souza, outro volante escalado no duelo.

"Não vi erros do Adriano, vi muito erro do Souza, conduzindo a bola, rifando a bola, aí colocam toda a crítica em cima do Luxemburgo e do Adriano. Acredito que o Adriano vai passar pelo mesmo problema do Pará. Hoje não é mais discutido, como será o Adriano mais na frente. Mas isso é o futebol. Cobrança é legal, às vezes é um pouco covarde, mas isso pertence ao futebol. Futebol às vezes é um pouco covarde, às vezes bonito e às vezes feio. Já querem me mandar embora, vamos com calma, não me sinto ameaçado", disse.

O Grêmio vai enfrentar o Internacional no próximo domingo, em Caxias, pelas quartas de final da Taça Piratini, mas Luxemburgo garantiu que só pensa no duelo com o Fluminense, na próxima quarta-feira, no Rio, pela segunda rodada do Grupo 8 da Libertadores. "Temos que pensar primeiro no jogo contra o Fluminense, vamos colocar cada coisa no seu momento. Gre-Nal é só depois do jogo da quarta-feira", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.