Reprodução/TV
Reprodução/TV

Luxemburgo é absolvido por 'banana' para a torcida

Técnico do Atlético-MG fez gestos para a torcida do Cruzeiro após a vitória no clássico do dia 20 de fevereiro

AE, Agencia Estado

16 de março de 2010 | 23h04

O técnico Vanderlei Luxemburgo foi absolvido nesta terça-feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Minas Gerais. O comandante do Atlético-MG foi julgado pelos gestos feitos para a torcida do Cruzeiro, no clássico do último dia 20 de fevereiro, no Mineirão, quando foi acusado de dar uma "banana" para os torcedores.

Luxemburgo foi denunciado por atitude antiética e antidesportiva e poderia pegar até seis jogos de suspensão, sendo impedido de comandar o Atlético do banco de reservas. O treinador não compareceu ao TJD para se defender, mas mesmo assim acabou absolvido por maioria.

Liberado, o técnico poderá ficar no banco do Atlético na partida deste domingo, contra o Vila Nova, em Nova Lima, em jogo válido pela décima rodada do Campeonato Mineiro. Com um jogo a menos, o time atleticano é o quinto colocado do Estadual, somando 15 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.