Luxemburgo é evasivo e faz mistério quanto à escalação

O ''nó tático'' que Vanderlei Luxemburgo levou de Luiz Felipe Scolari na vitória do Palmeiras sobre o Grêmio, quarta-feira passada, no Estádio Olímpico, parece ter mexido com o treinador do time gaúcho. Nesta terça-feira ele concedeu entrevista coletiva em Atibaia, onde o Grêmio se concentra para pegar o Palmeiras na quinta-feira, e foi evasivo em praticamente todas as respostas. Uma forma de tentar fazer mistério quando à escalação da sua equipe para o jogo da Arena Barueri.

AE, Agência Estado

19 de junho de 2012 | 20h35

Quando perguntado sobre a possibilidade de escalar Werley e Souza, que se recuperam de lesões, por exemplo, Luxemburgo filosofou. Mesmo quando falou do tema, não foi prático. "Vamos caminhar até onde der. Se não tiver problema de lesão não vejo problema começar com um ou com outro. Importante é estarem preparados todos."

De importante, Luxemburgo disse apenas que espera o Palmeiras jogando com o regulamento, o que não chega a ser uma novidade em termos de Copa do Brasil. "Mesmo que o Felipão use um esquema parecido, jogando em casa você sempre sai um pouco mais, é difícil o jogador se conter. Mas o Palmeiras vai jogar em cima do resultado que lhe favorece", disse o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.