Luxemburgo é só elogios ao árbitro Paulo César Oliveira

Talvez por ser véspera de julgamento, técnico do Palmeiras não reclama dos erros no jogo contra o Bragantino

09 de março de 2008 | 20h04

Talvez por ser véspera de seu julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), mas o técnico Vanderlei Luxemburgo rasgou elogios ao árbitro Paulo César de Oliveira. O mesmo que expulsou um de seus principais jogadores, o goleiro Marcos, e deu cartão amarelo para Valdivia e Diego Souza, outras peças-chave, que estão suspensos e não vão encarar a Ponte Preta na quarta-feira.Veja também: Marcos: 'Dei um chute de leve, sem intenção de agredir' Palmeiras faz 5 a 2 no Bragantino em jogo polêmico"Eu elogio a atuação do Paulo porque ele preservou o bom futebol O cara fez a falta, e ele usou o cartão, o que é o certo. Por isso o Bragantino teve dois jogadores expulsos", disse o treinador. "Se essa regra sempre fosse seguida, seria gostoso ver futebol. Hoje em dia não se pode mais armar times para frente, não pode driblar. E hoje o Paulo teve um ou outro erro, mas gostei", definiu.Se a atuação do juiz foi elogiada, mesmo vencendo por 5 a 2 o time não recebeu os mesmos adjetivos. "O Léo Lima, por exemplo, está se tornando um grande segundo volante. Mas ele ainda tem alguns erros, porque quer pegar a bola, virar para lá, virar para cá. Isso está errado. O time ainda tem muito para evoluir", afirmou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.