César Greco / Agência Palmeiras
César Greco / Agência Palmeiras

Luxemburgo elogia Luiz Adriano, mas critica falta de armação no Palmeiras

Atacante abriu o placar, mas equipe alviverde sofreu empate do Fluminense

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de agosto de 2020 | 00h44

O técnico Vanderlei Luxemburgo exaltou Luiz Adriano, autor do gol do Palmeiras no empate por 1 a 1 com o Fluminense, no Maracanã. Mas reconheceu que faltou melhor armação das jogadas ao time paulista nesta quarta-feira, na estreia da equipe no Campeonato Brasileiro.

"Ele é um jogador que define, só precisa de mais gente que enfie a bola para ele. A gente tem que voltar, ganhamos o Paulista, agora é Brasileiro, são jogos mais difíceis. Tem que colocar ele perto do gol, que ele bota a bola para dentro", comentou o treinador, que lamentou chance perdida pelo atleta aos 39 minutos do segundo tempo.

"Acho que no segundo tempo nós fizemos substituições para ir para cima e ganhar, tivemos uma chance clara com o Luiz Adriano. Poderíamos ter definido, mas faz parte do jogo. Fora de casa, quando não consegue ganhar, um empate é bom negócio. Acho que tínhamos chance de poder ganhar o jogo", disse Luxemburgo.

O treinador indicou que não ficou satisfeito com as mudanças que fez na equipe titular, após a conquista do Paulistão. Nesta quarta, ele deu folga a Felipe Melo, que jogou a final do Estadual no sacrifício, e sacou também Weverton, Gustavo Gómez, Patrick de Paula, Ramires e Willian.

 

"No primeiro tempo recuamos, chamamos para cima, aí complica. As substituições mudamos para poder ganhar o jogo, jogar o time para frente e mudar o ritmo de jogo. O Patrick (de Paula) ficou fora (entrou no segundo tempo) porque é o que mais jogou, tem 20 anos. E o campo, no jeito que está, é perigoso. O problema é lesão articular", declarou.

Na terceira rodada, quando o Palmeiras fará o seu segundo jogo no Brasileirão, o adversário será o Goiás, no Allianz Parque, no sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.