Luxemburgo elogia Neymar, mas pede calma

O técnico Vanderlei Luxemburgo não demorou muito para desistir da ideia de preservar o atacante Neymar das pressões, e ficou satisfeito com o resultado: foi com um gol dele que o Santos venceu o Atlético-PR por 1 a 0 nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, em jogo pelo Campeonato Brasileiro que marcou o início de sua quarta passagem pelo clube.

SANCHES FILHO, Agencia Estado

23 de julho de 2009 | 18h54

"Não tenho dúvida de que Neymar vai ser um dos grandes jogadores do mundo. Só não pode ter a responsabilidade de resolver todos os problemas do Santos", alertou Luxemburgo, cumprimentando o atacante pelo gol da vitória. "Foi muito bonito. Ao fintar o zagueiro, tirou também o goleiro e finalizou com categoria. Ele é muito talentoso e vai dar certo", completou o treinador.

Com a boa atuação, Neymar pode convencer Luxemburgo de que ele merece ser mantido no time titular para o jogo de domingo, contra o Flamengo, novamente na Vila Belmiro. Nesse caso, o meia Róbson e o volante Germano são os principais candidatos a voltar à reserva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.