Luxemburgo escala Palmeiras 'quase ideal' contra o Rio Claro

'Não existem titulares, todos têm potencial e querem aparecer', diz o zagueiro Gustavo, que retorna ao time

Bruno Winckler, Jornal da Tarde

19 de fevereiro de 2008 | 21h37

O Palmeiras 'quase ideal' de Vanderlei Luxemburgo entra em campo nesta quarta-feira, fora de casa, contra o Rio Claro. O zagueiro Gustavo volta ao time e o esquema 3-5-2 se confirma, pelo menos por enquanto, como o preferido do comandante alviverde, que só espera a liberação do atacante Kléber para adotar o 4-4-2 e aí sim colocar o Palmeiras para jogar da forma que mais gosta. O próprio zagueiro que retorna nesta quarta pode ser colocado no banco para que o atacante entre no time. Gustavo sabe que precisa mostrar serviço. "Não existem titulares, todos têm potencial e querem aparecer para o treinador." Enquanto Kléber não está liberado para jogar, as jogadas em cima dos laterais Elder Granja e Leandro são ensaiadas exaustivamente. Afinal, 12, dos 13 gols marcados pelo Palmeiras nesse Paulistão saíram de jogadas dos dois atletas. Nesta terça, no último treino antes da viagem para Rio Claro, Luxemburgo conversou durante cerca de vinte minutos com o elenco palmeirense, antes de começar as atividades. E foi bastante claro: quer muitos cruzamentos na área de um dos piores times do campeonatos com apenas sete pontos em nove rodadas.  Leandro e Granja perderam as contas de quantas bolas tiveram de cruzar na área. A arma palmeirense é perigosa e os zagueiros Henrique, David e Gustavo se revezavam na subida ao ataque. "O Luxemburgo cobra bastante dos zagueiros um bom posicionamento, tanto no ataque como na defesa. Nesse ano estamos melhorando nesse sentido", conta Gustavo.Rio ClaroGilson; Dão, Douglão e Fernando Lombardi; André Cunha, Douglas Peruíbe, Luiz Fernando, Chumbinho e Erick; Luciano e MirandinhaTécnico: Edu MarangonPalmeirasMarcos; Gustavo, David e Henrique; Elder Granja, Pierre, Léo Lima, Diego Souza e Leandro; Valdivia e Alex MineiroTécnico: Vanderlei LuxemburgoÁrbitro: Milton Etsuo BalleriniEstádio: Augusto Schimidt FilhoHorário: 21h45TV: Globo e Band O zagueiro diz ainda que entre os jogadores há um pacto de vitória desde a derrota para o Guaratinguetá: vencer todos os jogos até o clássico contra o Corinthians, no dia 2 de março. "Fizemos um pacto. Precisávamos recuperar os pontos perdidos. Sabíamos que o time estava jogando bem, mas o resultado não vinha. Se vencermos as próximas duas partidas (contra o Rio Claro e no sábado, contra o Rio Preto), estaremos bem colocados na tabela antes do clássico contra o Corinthians, outro time que também briga por uma vaga entre os quatro", analisou o zagueiro.  "Depois de ficarmos quatro jogos sem vitória tivemos de fazer alguma coisa e nos concentrar em fazer as coisas da melhor forma possível", completa. Para o volante Leo Lima, segundo volante de Luxemburgo, este é o Palmeiras ideal. "Enquanto estivermos ganhando, está ideal".

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasRio ClaroPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.