Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Luxemburgo aciona jogadores líderes para ajudar a armar o Palmeiras

Técnico reforça orientações ao time a partir dos nomes mais experientes do grupo, como Felipe Melo e Ramires

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

14 de fevereiro de 2020 | 16h00

O técnico Vanderlei Luxemburgo tem contado com o auxílio dos jogadores mais experientes do elenco do Palmeiras para trabalhar com o grupo atual. A participação de nomes como Weverton, Ramires e Felipe Melo tem sido importante pela atuação como uma espécie de treinadores auxiliares dentro de campo e também no papel de orientar os garotos recém-promovidos da base.

Ao chegar à equipe em janeiro, Luxemburgo procurou conhecer os jogadores. Por isso, ele se reaproximou com quem já havia trabalhado no passado. O treinador avaliou que para conseguir organizar o time da forma desejada, precisava apostar nos atletas mais experientes para que funcionassem como líderes dentro de campo capazes de reforçar durante as partidas a estratégia definida.

"Tem algumas liderenças que entendem aquilo que a gente pede e procuram executar dentro de campo. Pego o Weverton, Ramires, Bruno Henrique, Dudu, Felipe Melo e Luiz Adriano como exemplo", disse Luxemburgo ao Estado. Cabe aos mais experientes realizar orientações táticas durante as partidas e reforçar a estratégia montada nos treinos para momentos chave, como as jogadas de bolas paradas.

Quem é novato no elenco também já observa essa organização nos bastidores, com os mais experientes no papel de líderes. O volante Gabriel Menino, de 19 anos, conta ter dois tutores. "Quem me ajuda muito é o Felipe Melo. Ele me dá muitos conselhos, fala como posso evoluir no dia a dia, é um espelho para mim. O Ramires também faz esse papel. Durante os jogos ele me orienta bastante", contou ao Estado.

Luxemburgo conta nos bastidores com outro ajudante. O atual assessor técnico Edu Dracena trabalhou com o técnico em 2003 no Cruzeiro e é um interlocutor importante. Por ter encerrado a carreira de zagueiro no fim do ano passado e atuado com grande parte do elenco atual, ele compartilhou com o treinador informações sobre características dos atletas. Quem também é conhecido de Luxemburgo desde o Cruzeiro é o próprio Felipe Melo, nomeado capitão do time.

Para o treinador, o trabalho de aproximação com os líderes do elenco tem ajudado a reforçar as mensagens da comissão técnica e auxiliado no ambiente. "Está existindo uma unidade forte de grupo, uma sinergia boa. Todos eles estão conversando muito, dialogando muito e procurando resolver os problemas em conjunto", explicou Luxemburgo ao Estado.

Vários jogadores do Palmeiras divulgaram nas redes sociais nesta quinta-feira as fotos de um encontro do elenco para um jantar. "É fundamental (esse encontro). Isso une muito o grupo. Todos ali no mesmo ambiente, dando risada. É bom fazer às vezes porque é muita pressão dentro de campo. É bom dar risada e juntar o grupo", disse nesta sexta o lateral-direito Mayke.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.